Geleia de bacon: a experiência

Já tem bastante tempo que vi essa receita de geleia num blog americano. Achei que era apenas uma daquelas experiências culinária estranhas, tipo “porco-pizza“. Só que a receita se espalhou por outros blogs e vi muita gente dizendo que testou e amou. Desde então, toda vez que passava pelo supermercado e via uma caixinha de bacon, eu pensava na tal geleia. Um dia resolvi parar de ser maricas e experimentá-la de uma vez.

Antes de começar eu li muitas, MUITAS receitas diferentes. Percebi que existia uma base mais ou menos fixa e outras coisas que as pessoas decidiram adicionar. Então eu também bolei minha própria combinação. Quando tudo vai para a panela, não dá para acreditar que aquilo vai dar certo. O cheiro é um pouco esquisito no início, mas depois a mistura toma corpo e um gosto genial.

Eu sei que você ainda está pensando algo entre  “como assim?”,  “é doce ou salgado??” e “eca!”. Vou responder a esses pensamentos, um de cada vez:

1. Se pensar nisso como um aperitivo, ou patê, ou conserva, ajuda? Nesse caso, chama-se geleia por conta da textura final e não devido ao processo em si, já que uma geleia é tradicionalmente feita com açúcar e fruta.
2. É difícil descrever. O doce está lá, mas não como numa geleia comum. É bem mais sutil. O sabor defumado e levemente salgado do bacon também aparece.
3. É uma delícia.

Ainda tá sentindo um medinho de experimentar? Faça como eu e teste num “grupo de controle”. Fiz apenas meia receita pensando que, caso ficasse ruim, não teria desperdiçado tanto bacon. Porque desperdiçar bacon é CRIME INAFIANÇÁVEL, né.

Agora posso mesmo comprovar aquela velha premissa de que “se tem bacon, não pode ser ruim”.

***
Geleia de bacon
Você pode ainda estar pensando “mas Marina, como eu uso essa geleia?”. Algumas ideias: faça brusquetas, use no hambúrguer ou no acompanhamento de carnes, adicione na massa de panqueca. Comer direto numa torrada também é vida.


Rendimento: cerca de uma xícara

Ingredientes

– 500 gramas de bacon em fatias
– 1 cebola pequena picadinha
– 2 dentes de alho picados
– 1/3 xícara de açúcar mascavo (aperte na xícara para medir)
– 1/4 de café pronto sem açúcar (de preferência coado na hora, mas não precisa estar quente)
– 1/4 de água
– 1/4 de xícara de glucose de milho (Karo)
– 4 colheres de sopa de vinagre de maçã ou de vinho branco
– 1/2 de colher de chá de páprica picante
– Sal e pimenta do reino moída na hora à gosto

Como fazer

1. Pré-aqueça o forno a 200 graus. Forre uma assadeira grande com papel manteiga Disponha as tiras de bacon uma do lado da outra e leve ao forno por cerca de 15 minutos, até que as bordas estejam começando a ficar crocantes. Não deixe que fiquei completamente crocante, ou ele vai passar do ponto quando formos fazer a geleia. Eu gosto de cozinhar o bacon no forno porque é mais simples e não faz tanta sujeira. Se você quiser fazê-lo na panela ou frigideira, siga a mesma orientação do ponto.

2. Retire o bacon do forno e transfira cerca de uma colher de sopa da gordura que soltou dele para uma panela média (descarte o resto da gordura). Corte as tiras de bacon em quadrados de mais ou menos 2cm. Ligue o fogo alto e adicione a cebola e o alho à gordura do bacon, cozinhando por cerca de 5 minutos, até que comecem a dourar.

3. Abaixe o fogo e adicione os pedaços de bacon e os outros ingredientes. Mexa em fogo baixo por cerca de 40 minutos, até que a mistura atinja a consistência de geleia. Se você perceber que a mistura está muito seca, adicione um pouquinho mais de vinagre. Se o bacon soltar mais gordura, drene-a da panela.  Quando atingir o ponto, experimente e coloque sal e/ou pimenta ao seu gosto. Deixe esfriar.

4. Você pode serví-la assim ou, se quiser os pedaços de bacon bem pequenos, passe a geleia pelo processador, pulsando algumas vezes. Cuidado para não bater demais.

5. A geleia deve ser guardada na geladeira num pote fechado por até uma semana.

Você pode gostar...

16 Resultados

  1. Marcella disse:

    A D O R E I!!
    Vou testar!! Quero acrescentar abacaxi! Será que dará certo??
    Obrigada pela receita!!

  2. Mary disse:

    Eu e meu namorado fizemos essa receita e é maravilhosa! Não adicionamos o karo porque não tinha, mas colocamos um pouco mais de açúcar mascavo e ficou excelente!

  3. Mariete disse:

    hummmm confesso que quando ouvi falar dessa geleia me deu uma certa repulsa.. mas agora com tantos comentarios positivos estou curiosa para testa la… só me tira uma duvida. antes de comecar a receira vc diz que rende uma xicara, então é isso tudo de bacon mesmo? 500g? meio kilo? bjsss

    • Marina Maria disse:

      É isso mesmo, Mariete! Bastante bacon, né? Por isso é tão boa rsrs. Mas olha, uma xícara é uma quantidade boa, porque como ela é bem intensa, não precisa usar muito pra dar sabor. Testa e me conta! Beijo!

  4. Jo Correa disse:

    A minha geléia ficou 95% bacon e 5% geléia… Pq será que aconteceu isso? Fiz tão à risca..

    • marina maria disse:

      Oi Jo, tudo bem? Me explica um pouco melhor isso, você diz em relação à textura? Se for, como dá para ver na foto, ela fica bem “pedaçuda” mesmo. Não é como uma geleia tradicional que é mais lisinha. Você pode tentar pulsá-la no processador algumas vezes para diminuir os pedacinhos de bacon ou então, se queria mais geleia e menos bacon, tente diminuir um pouco a quantidade dela na próxima vez. Outra opção pode ser ir ir adicionando mais água durante o cozimento, para deixar a textura mais líquida. Mas a pergunta que não quer calar, é: ficou bom? rsrs. Um abraço!

      • Jo Correa disse:

        Marina, ficou maravilha! O negócio todo é que quando tirei da geladeira no dia seguinte só tinha praticamente bacon, a gordura q solidificou e um pouco só do caldo bem espesso. Refiz a geléia com todos os ingredientes mas sem o bacon. Coloquei uma quantidade boa de shoyo e mais açúcar. Eureka! Ficou maravilhosa. Fez muito sucesso! Obrigada

  5. Gabi Teixeira disse:

    Ei Marina!
    Como prometido vim aqui fazer a visita. Adorei o blog, sem dúvida vou copiar algumas receitas haha e continuar acompanhando, claro.
    Parabéns!
    Beijo

  1. 31 de dezembro de 2012

    […] surpresa do ano: Três palavras: GELEIA DE BACON. Não tem nada mais genial para colocar no […]

  2. 8 de novembro de 2013

    […] estava bem cheio, não tive como perguntar aos donos mais detalhes sobre a geléia de bacon [achei uma receita aqui que me pareceu bem boa]. Espero que voltem […]

  3. 3 de dezembro de 2013

    […] Para os amantes de bacon, uma geleia do dito-cujo – Para os apaixonados por brigadeiros, um bem classudo – Para os formigas, um pote de calda de […]

  4. 8 de maio de 2014

    […] – Geleia de Bacon É inusitada? Sim. É sensacional? Sim. Comeria pura? Sim. Mas gosto mesmo é no hambúrguer. […]

Comente!