Revelações e um picolé de cereja

A primeira grande revelação que tive na infância não foi que os bebês não vinham da cegonha ou que o Papai Noel não existia. Na verdade, não me lembro de acreditar em nenhuma das duas coisas. O que lembro ter me causado muito espanto, ainda criança, foi que a logo da Antárctica era formada por dois pinguins – até então eu via apenas dois olhos pretos!

Da mesma forma, a logo do Carrefour para mim nada mais era do que duas setas, uma azul e outra vermelha (o que não fazia sentido algum enquanto marca de um supermercado, mas quem fica pensando sobre isso?). Depois de mais velha, me contaram que existia um “c” branco que se formava no encontro das setas (queria muito que alguém lendo isso estivesse tendo essa revelação pela primeira vez).

Não querendo estragar sua infância ou seus valores, mas esses foram outros fatos bombásticos que descobri ao longo dos anos:

– O pelo do urso-polar não é branco.  Apesar de parecer que eles tem pelagem branca, na verdade ela é incolor.  Cada pelo é como se fosse um tubo oco, translúcido, que reflete a luz do sol e mostra a cor branca.

– Golfinhos são um tipo de baleia. As baleias e os golfinhos são da mesma ordem dos Cetáceos, que se dividem em duas sub-ordens: as baleias com dentes e as sem dentes. Os golfinhos que compõem a família Delphinidae são baleias com dentes.

– Cerejas em calda pode ser pedaços de chuchu. Provavelmente o potinho de vidro que você comprou com o rótulo “cereja ao marasquino” tem a fruta de verdade. Mas muitas padarias e confeitarias usam uma versão falsa, bem mais barata, feita de chuchu. Isso porque esse vegetal absorve a cor e o sabor de qualquer coisa. Mas como saber a diferença? No mercado, cheque os ingredientes no rótulo. E nas sobremesas, repare: as cerejas em calda de verdade tem uma concavidade onde antes ficava o caroço. As feitas de chuchu são bolinhas perfeitas.

– As cenouras costumavam ser roxas. Quando surgiram há 5.000 anos, no Afeganistão, as cenouras eram roxas. Existiam também espécies amarelas. As cenouras laranjas que consumimos hoje provavelmente foram resultado de mutações da espécie amarela e também de cruzamentos feitos por fazendeiros, especialmente na Holanda – que, dizem, queriam um vegetal laranja que combinasse com a bandeira do país.

– O personagem Patropi usava uma máscara. Fofão e Patropi eram feitos pelo mesmo ator, Orival Persini, e os dois usavam MÁSCARAS feitas pelo próprio. É sério!

E você, qual revelação teve que te fez pensar “meu mundo caiu”?

***
Picolé de cereja e iogurte
Não sou fã de cerejas em calda, principalmente porque normalmente as que vendem em supermercados têm muitos corantes e aromatizantes. Mas às vezes a gente encalha com um vidrinho em casa, principalmente em época de cestas de Natal… Então, eis uma idéia para usá-las além de na decoração de sobremesas. Esse picolé tem gostinho de bala, além disso é refrescante e facílimo de fazer.

Rendimento: depende da forminha, mas nos copinhos pequenos renderam 4.

Ingredientes

– 1 pote (200 gramas) de iogurte natual
– 6 cerejas em calda (só as cerejas, sem a calda, ok? rsrs)
– 3 colheres de chá de mel
Copinhos e palitos de madeira

Como faz

1. Bata todos os ingredientes no liquidificador ou processador. Prove para saber se está adoçado ao seu gosto.

2. Distribua o líquido em forminhas de picolé ou copinhos. Você pode usar também copos descartáveis. Se não tiver usando forminhas específicas, coloque o palito no meio e use dois outros palitos para segurá-lo no lugar, como na foto abaixo.

3. Leve para o congelador por cerca de três horas. Na hora de desenformar dos copinhos, passe-os em água morna.

Você pode gostar...

7 Resultados

  1. Sem medo de parecer tolo, quando criança eu também tinha dessas investigações sobre o mundo que me desconcertavam. Eu acreditava, piamente, que as pessoas que tinham olhos verdes enxergavam verde; as que tinha olhos azuis exergavam azul… Fioquei imensamente frustrado quando, por mim mesmo, que tenho olhos castanho escuro, descobri quer não exergava castanho escuro. Fui MUITO frustrante. Agora é motivo de risos. Deixo aqui o meu registro e a defesa de que as pessoas podem investigar qualquer coisa que quiserem… e descobrirem por si mesmas as respostas. Esse é um processo de construto mental fascinante, e não temos o direito de privar ninguém disso. TOLO É AQUELE QUE PENSA QUE SABE TUDO.

  2. Mary disse:

    Ahhh não, não, não……Eu sou fã de cerejas. Elas são lindinhas, decorativas, e fofinhas e engraçadinhas e bem docinhas e talzzzs, mas descobrir q pode ser chuchu dá uma vontade de chorar!!!!!!!! Um dia eu hei de comer uma autêntica cereja, colhida no pé, beeem vermelhinha… e quem sabe amora tbm, e pitanga….. Por enquanto vou me contentando em comer siriguela do pé aki no meu Ceará quentão! rsrss. Bjs flor, mto maneiro teu cantinho!!!

  3. Tatá disse:

    Ahá!!! adorei!!! hoje mesmo estava pensando o que fazer com o potinho de cereja que veio na cesta da empresa.só tenho que checar se é de chuchu…

  4. Flávia Dorado disse:

    Que legal esse picolé amiga! Vou tentar…

  5. Ana Paula Doné disse:

    Adorei as revelações bombásticas! Eu me lembro de ter contado a um amigo, já na faculdade, que a Vovó Mafalda era interpretada por um homem. Foi ótimo!

Comente!