Arquivo da tag: quiche passo a passo

Sobre o amor + Quiche de abobrinha com polenguinho

Eu, que sempre me achei uma mulher “moderna” – por falta de uma expressão melhor – outro dia me peguei pensando no final de uma comédia romântica: por que o amor não pode ser assim? Por que não podemos viver aquela corrida para o abraço, o beijo com trilha sonora, o pedido de casamento inusitado?

A resposta mais óbvia seria: porque a vida não é desse jeito; porque aquilo é ficção, é feito para mexer com a fantasia das pessoas e não para retratar a realidade. Eu tenho uma resposta melhor: mesmo se a vida fosse assim, e tenho certeza que algumas pessoas no mundo tiveram esse tipo de momento, não é disso que vive o amor.

O amor vive de miudezas. De gestos que quase passam desapercebidos no dia-a-dia. Como quando a outra pessoa nota que você está ficando doente e traz um remédio e um copo de água sem você pedir. Compra seu biscoito favorito. Pára no meio de um dia caótico no trabalho para te mandar uma mensagem. Guarda o melhor pedaço de pizza para você. Alegra-se com sua alegria. Fica do seu lado nos momentos que nem você gostaria de estar consigo mesmo.

Pelo menos é assim que eu enxergo. Para mim, essas pequenas grandes coisas são tijolinhos que vão construindo o amor numa relação. Não que no meio dela não possam haver “tijolões”, os tais “momentos de filme”. Mas poucos tijolos grandes sozinhos não são capazes de construir algo forte.

Da próxima vez que eu assistir a um filme e tiver de novo essa sensação boba de que o amor precisa de um grande gesto romântico para existir, não vou deixar Hollywood me enganar. Vou me lembrar que o amor precisa mesmo é de alguém que estica a coberta para te cobrir no meio da noite.

***

Quiche de abobrinha com polenguinho
Demora um pouquinho para ficar pronta, mas não vale dizer que fazer quiche é difícil. A receita pode ser usada como uma base para variar o recheio: já fiz com damasco e gorgonzola, linguiça calabresa, tomatinhos e manjericão…

quiche_1

Ingredientes

Para a massa

- 150 gramas de manteiga sem sal, gelada e cortada em cubinhos
- 1 ovo gelado
- 2 1/2 xícaras de chá de farinha de trigo
- 1/4 de colher de chá de sal
- 1 a 2 colheres de sopa de água gelada

Para o recheio

- 4 ovos
- 1 xícara de chá de de creme de leite, de preferência fresco
- 1/2 xícara de leite integral
-  1 xícara de queijo minas ou emmental ralado
- 1 abobrinha italiana bem verde
- 6 polenguinhos
- sal, pimenta-do-reino e noz moscada à gosto

 

Como fazer

1. Para fazer a massa no processador, junte a farinha e o sal e pulse para misturar. Adicione a manteiga e continue pulsando, até que a massa fique parecendo uma farofa grossa: alguns pedaços de manteiga estarão do tamanho de ervilhas, outros maiores ou menores.

2. Coloque o ovo, bata rapidamente e em seguida derrame a água aos pouquinhos – pode ser que você não precise usar tudo. Nessa etapa, deixe bater por intervalos mais longos, até que se forme uma bola de massa no processador.

3. Se for fazer a massa com as mãos, misture a farinha com o sal, coloque a manteiga e vá esfarelando com as pontas dos dedos, até obter a consistência explicada acima. Coloque o ovo, misture rapidamente e coloque a água gelada aos poucos, trabalhando com as mãos o mínimo possível até conseguir uma bola de massa. Siga como explicado acima. Cuidado para não trabalhar demais, ou a massa ficará dura.

4. Entorne a massa na bancada, faça uma bola, amasse num formato de disco, embrulhe em filme plástico e leve à geladeira por no mínimo uma hora e no máximo um dia.

5. Enquanto a massa está na geladeira, prepare o recheio. Rale a abobrinha e transfira para uma peneira. Aperte com aos mãos para retirar o excesso de água. Numa vasinha, bata com um garfo ou um batedor de arames os ovos, o creme de leite e leite. Adiciones a abobrinha e o queijo, misture e tempere com sal, pimenta-do-reino e noz moscada ralada à gosto.

6. Para abrir a massa, tire da geladeira e trabalhe um pouco com as mãos para que ela perca o “gelado”. Faça novamente uma bola e achate com as mãos, formando um disco espesso. Enfarinhe a bancada e o rolo de massas e vá abrindo do centro da massa para as bordas, usando pouca força, até que a massa fique fina, com cerca de 3 mm. Alivie a pressão na borda para que ela não fique mais fina que o restante da massa. Não tem problema se não ficar redondinha: dá pra consertar na hora de colocar na forma.

8. Enrole a massa no rolo e transfira para a forma. Passe o rolo por cima das beiradas da forma para tirar as aparas e use-as para cobrir alguma fenda. Use os dedos para ajeitar a massa na forma e aperte contra o fundo e as laterais para forrar direitinho.

9. Leve a forma para a geladeira por 15 minutos. Enquanto isso, preaqueça o forno a 200 graus.

10. Para pré-assar a massa, estenda um pedaço de papel alumínio sobre ela e encha de feijões. Eles servirão como um peso impedirão a massa de inflar. Asse por 25 minutos ou até que fique levemente dourada. Retire do forno, tire o papel alumínio e guarde os feijões para a próxima torta ou quiche: como estão secos, não são bons para cozinhar.

11. Abaixe o forno para 180 graus. Espere a massa amornar e cubra com o recheio. Pique os polenguinhos e distribua-os por cima. Leve ao forno novamente por cerca de 30 minutos, até que o topo esteja dourado e uma faca saia sem recheio ao ser enfiada no meio da quiche. Sirva quente ou em temperatura ambiente.

 SAMSUNG

 

2 Comentários

Arquivado em Acompanhamentos, Café da manhã, Chá, Lanche