BLAT (Sanduíche de bacon, alface, abacate e tomate)

Eu consigo identificar no tempo e espaço o exato momento em que comecei a me importar de verdade com comida. Não digo “importar” no sentido de preocupar com peso ou saúde ou de aprender a cozinhar – mas de realmente perceber como os ingredientes e o preparo fazem muita diferença no final das contas. Foi na Bélgica, numa loja que só vendia batatas fritas.

Eu estava fazendo meu mochilão pela Europa e já tinha passado pela França. Fiquei encantada com os pães e queijos, claro, mas já esperava que fosse assim. O que me pegou de surpresa mesmo foi aquela batata frita belga. Todo mundo me dizia que era a melhor do mundo e eu sempre pensava “gente, mas é uma batata frita, não tem como ser uma coisa tão incrível assim”. Mas tinha. Até hoje não sei se era a variedade de batata, o fato dela ser frita duas vezes (uma no óleo quase frio, outra no óleo bem quente) ou os molhos que vinham junto. Só sei que, depois dali, entendi que uma batata frita pode ser genial.

Anos depois, outro marco: decidi experimentar – ou melhor, provar de novo – comidas que estavam na minha “lista negra” da infância. Comecei pelo abacate, até então lembrado como um vilão verde coberto de açúcar. Quando fui para Nova Iorque em 2012, fui almoçar no Friedman’s Lunch e escolhi, bastante insegura, um sanduíche no cardápio que tinha a fruta. Descobri que, quando o abacate está maduro e cremoso, se pareado com bacon defumado, tomate suculento, maionese bem temperadinha, alface crocante e pão fresco, vira o herói da refeição.

E assim, mordida a mordida, fui deixando pra trás a adolescente que devorava (com muita alegria) duas empadas e um pedaço de torta sem pensar muito naquilo que estava comendo. Meu paladar adultesceu.

***

BLAT-6 BLAT-9

BLAT (Sanduíche de bacon, alface, abacate e tomate)

O BLT – bacon, lettuce and tomato – é um sanduíche clássico americano. A adição do abacate – avocado, que virou a letra “a” na sigla – é uma invenção californiana e me fez perceber que a cremosidade do abacate combina com qualquer sanduíche frio – e vai muito bem em saladas também.

Rende dois sanduíches

Ingredientes

4 fatias de pão da sua preferência (eu usei um italiano branco)
½ abacate maduro
1 colher (sopa) de suco de limão
6 fatias de tomate
6 fatias de bacon
2 folhas de alface
2 colheres (sopa) de maionese
1 dente de alho com casca
1 colher (sopa) de salsinha fresca picadinha
1 pitada de sal e pimenta-do-reino moída na hora

Como fazer

1. Preaqueça o forno a 180 graus. Forre uma assadeira média com papel manteiga ou alumínio e disponha as fatias de bacon com espaço entre elas. Embrulhe o dente de alho em papel alumínio e coloque-o na assadeira também. Leve ao forno até as fatias de bacon ficarem douradas, cerca de dez minutos.

2. Transfira as fatias de bacon para um prato forrado com papel absorvente e deixe esfriar.

3. Retire o alho do embrulho de papel alumínio, descasque e amasse. Misture com a maionese e a salsinha picada.

4. Corte a polpa do abacate em fatias com a espessura de uma moeda de um real. Tempere com o limão.

5. Toste as fatias de pão levemente na torradeira, em uma frigideira (com um fio de azeite) ou no forno.

6. Para montar, espalhe a maionese em um dos lados das duas fatias de pão. Cubra com o abacate e o tomate e tempere com uma pitada de sal e pimenta. Distribua o bacon e por último o alface. Feche o sanduíche e sirva.