Sanduíche de ratatouille

Aqui em São Paulo estou adquirindo um hábito que não tinha em BH: comprar legumes, verduras e frutas nas feiras livres. Eu normalmente faço isso num sacolão ou supermercado, mas como tem uma feira bem na rua onde moro, acabei me rendendo à comodidade, ainda que o preço seja um pouco mais alto. Compensa pela qualidade e pela diversão de conversar com os feirantes, falar da safra do morango, das mexericas que quase não vêm com sementes mais, de como brócolis refogado com alho é gostoso…

Essa semana, na banca das verduras, uma senhorinha olhou minha sacola e disse: “nossa, que menina saudável!” Eu respondi com uma risadinha, pensando que ela não tinha visto o pastel de queijo que tinha acabado de devorar dois minutos antes. E se for para avaliar a alimentação das pessoas pelo que compram feira, então todo mundo vai ser super saudável, mesmo, né? Ali não tem pizza congelada nem nutella.

O comentário pode ter sido meio óbvio, mas eu entendo a senhorinha. Estou sempre reparando nas sacolas de compras das pessoas. Se vejo alguém levando muitas laranjas, penso se é porque tem família grande ou se vai fazer suco de laranja para um brunch com amigas. Na fila do supermercado, vou avaliando: “miojo, salsicha, coca-cola… Esse mora sozinho, tá apertado de grana e não curte cozinhar. Oito cervejas, quatro ruffles e um pacote de papel higiênico… Hoje vai ter festa na casa dessa moça.”

Por conta disso, sempre que estou na fila com outras pessoas, acho que elas também estão olhando minhas compras e imaginando cenários possíveis. O que será que pensaram ontem, quando comprei uma baguete, uma berinjela, pratos descartáveis e um pote de sorvete?

***

sanduiche de rattatouile

sanduiche de rattatouile-3

sanduiche de rattatouile-6

Sanduíche de ratatouille

Nunca tinha tido a ideia de por o ratatouille dentro de um pão até ver essa receita no livro Smitten Kitchen. Esse sanduíche já foi meu jantar incontáveis vezes e não sei por que só veio parar no blog agora, já que hoje em dia é a minha forma favorita de preparar legumes. Um dia quero testar espalhar um pouco de queijo de cabra no pão – acho que vai ficar ainda mais gostoso.

Ingredientes

1 beringela
1 pimentão amarelo
1 pimentão vermelho
1 abobrinha
1 xícara de molho de tomate
1 cebola roxa pequena
1 dente de alho amassado
2 colheres (sopa) de azeite
Sal e pimenta a gosto
2 baguetes

Como fazer

1. A parte mais importante do ratatouille é escolher os legumes. Tente encontrar uma beringela e uma abobrinha com diâmetros parecidos e pimentões longos e finos. Como vamos cortá-los, o cozimento fica mais uniforme se todas as fatias tiverem mais ou menos o mesmo tamanho.

2. Usando uma faca bem afiada ou um mandoline, fatie a beringela e a abobrinha. Tire as pontas do pimentãos e retire com as mãos a parte branca e as sementes de dentro, deixando-os como um “tubo” oco. Em seguida fatie-os também.

3. Preaqueça o forno a 180 graus. Espalhe o molho de tomate no fundo de uma assadeira. Misture o alho, o azeite e a cebola cortada em fatias finas. Tempere com uma pitada de sal e pimenta.

4. Disponha os legumes em uma fileira, alternando os tipos e sobrepondo levemente uma fatia sobre a outra. Tempere de novo com uma pitada de sal e pimenta e finalize com um fio de azeite. Cubra com papel alumínio e leve ao forno por cerca de 20 minutos ou até que os legumes estejam cozidos, porém ainda firmes.

5. Retire o ratatouille do forno, abra as baguetes e, com ajuda de uma espátula, retire uma fileira de legumes e recheie o pão. Sirva em seguida.

Você pode gostar...

8 Resultados

  1. Erica disse:

    Adorei!!! Ótima opção para mim que sou vegetariana! Vou testar…

  2. Bárbara disse:

    Seus textos sempre me inspiram. Minha mãe e eu sempre trocamos ideias sobre eles! Adoro ler sobre suas aventuras! Acho q o supermercado é o lugar onde mais julgo as pessoas. Me sinto uma verdadeira fundamentalista preconceituosa de quem consome junk food.

    Pronto falei!

    • Marina Maria disse:

      Hahaha ai Barbara que bom que não estou sozinha. Tem umas situações na vida que a gente se revela, né? rsrs. Adorei saber que você e sua mãe curtem os textos do blog. Um beijo pra você e pra ela!

  3. Juliana disse:

    Uma vez na fila, fiquei observando o carrinho do pai e filho na minha frente: cheio de nuggets, refrigerante e pão de bisnaguinha. Aí o filho pediu pra levar um cheetos que ficava ali do lado – sempre estrategicamente posicionado para você levar enquanto estiver indo embora do mercado – e o pai respondeu: “não, filho, não é saudável”.
    Aí né. Da vontade de dizer alguma coisa, mas nah. hahahahahaha

  4. Monica Hering disse:

    Aproveite as feiras de SP…são muito boas!!! Estou a pouco mais de um ano no Maranhão, e as feiras bem completas, são uma das coisas das quais mais sinto falta.
    Adoro Ratatouille… o seu sanduíche vai ser feito por aqui com certeza! Bjs