Guacamole da Rafa e do Luiz

Eu preciso de vizinhos. Essa foi minha conclusão quando mudei pra um prédio de 14 andares no Centro, em 2012, depois de passar a maior parte da vida morando numa casa em bairro pequeno. E pra mim só vale chamar de vizinho se eu souber pelo menos o nome e o número do apartamento. Sabe aquelas conversas sobre o tempo, o preço do pão, as férias do porteiro? Eu gosto. Não com os chatos, fofoqueiros e sem noção, e sim com os que, como eu, estão caçando um jeito de se conectar nessa vida de entrar e sair do elevador.

Quando deixei minha vizinhança do Alípio de Melo pra trás, descobri que melhor do que ser amigo do seu vizinho, é ter um vizinho amigo. Primeiro fui pra o Santo Antônio morar a dois quarteirões de dois queridos, a Ana e o Daniel. E agora, estando no Centro, outro casal de amigos acabou de se mudar pra pertinho: a Rafa e o Luiz (que por sinal têm uma marca de cadernos apaixonante, a Libretto). Eles chegaram há poucas semanas e já parece um tempão. Na terça, fui na casa deles pra aprender a fazer guacamole e me lembrar de como é bom poder ir a pé pra casa de quem a gente gosta. =)

***

guacamole_2 guacamole-1 guacamole-2 guacamole_1 guacamole-3

Guacamole

Esta é uma receita simples, mas como veio de dois especialistas em guacamole, é cheia de segredinhos. Por isso, não deixe de ler a parte das dicas. Sobre os ingredientes, dá para fazer substituições, como usar só um tipo de pimentão ou mesmo omitir, trocar a pimenta fresca por seca, o coentro por salsinha… Só não garanto que vai sair uma guacamole tão gostosa quanto essa, tá?

Serve 4 pessoas

Ingredientes

– 2 abacates bem maduros
– 2 tomates grandes
– 1 cebola grande
–  2 pimentas dedo-de-moça
– ½  pimentão vermelho
– ½  pimentão amarelo
– ½  pimentão verde
– Suco de limão, sal e coentro picadinho (pode colocar a gosto, mas só para ter uma base, nós usamos o suco de 2 limões pequenos, 2 colheres (chá) de sal e ½  colher (chá) de coentro picadinho)

Para servir: chips, torradinhas ou o que a sua imaginação mandar

Como fazer

1. Descasque e pique a cebola em cubinhos. Retire o miolo e as semente do pimentão e também pique em cubinhos. Parta os dois tomates em cubos, deixando um com a polpa e as sementes e o outro sem.

2. Para picar a pimenta, tome cuidado: concentração para não coçar o olho ou nada do tipo no meio do processo (experiência própria =/). Nós usamos a pimenta com as sementes, mas se você não gosta de muita “ardência”, descarte-as. Pique a pimenta bem miúdo.

3. Com ajuda de uma colher de sorvete (ou uma colher normal, se você não tiver essa), retire a polpa do abacate. Daí a importância de estar bem maduro: a polpa sai facilmente. Amasse com o garfo até chegar na textura desejada: a gente fez ele bem liso, mas você pode deixar mais pedaçudo se preferir.

4. Junte a cebola, os pimentões, os tomates e a pimenta ao abacate amassado e misture bem. Tempere com metade do suco de limão, do sal e o do coentro. Vá provando e colocando mais até acertar o tempero. Transfira para uma tigelinha e sirva!

Dicas

– Não jogue o caroço da abacate fora. Se sobrar guacamole, coloque o caroço dentro da pasta, cubra com plástico filme e guarde na geladeira – assim ela se mantém verdinha por mais tempo.
– Nas palavras da Rafa, o segredo da guacamole está em ter uma quantidade boa de sal e limão. Por isso, nada de economizar no tempero, viu?
– Para todas as pessoas que detestam coentro: sou como vocês. Não suporto nem o cheiro. MAS, preciso admitir, ele faz a diferença na guacamole. É tão pouquinho que não dá pra sentir o gosto direito, só dá uma “profundidade” no sabor.
– Se você sentir que a guacamole está com pouca pimenta, deixe a mistura descansar por uns 5 minutos antes de adicionar mais. O sabor da pimenta fresca demora um pouco para se soltar e misturar com os outros ingredientes.

 

Você pode gostar...

10 Resultados

  1. Aline disse:

    Eu sou louca com guacamole. A minha é bem simplesinha, mas fiquei encantada com essa! Preciso testar! Que coisa linda!

  2. Mariana Rozenberg disse:

    Fiz e aprovei! Muito boa mesmo a receita!!! Me esbaldei!! :))

  3. Opi Matoaka disse:

    Para um sabor mais suave, usamos pimenta rosa (aqui onde moramos tem muita dando sopa nas aroeiras). Não dá o ardido, mas lembra suavemente o sabor picante da pimenta.

    • Marina Maria disse:

      Opi, eu amo pimenta-rosa! No caso dessa receita, acho que um ardidinho é importante, pois a guacamole precisa dessa tríade sal-pimenta-limão. Mas adoro usar a pimenta-rosa em molhos de carnes e peixes, principalmente os com frutas, como o de jabuticaba

  4. marcatto disse:

    Melhor receita, melhor vizinha <3

  5. Marcele disse:

    Salivando aqui… É Doritos Sweet Chilli?

    • Marina Maria disse:

      Marcele, esse da foto é um tal de Doritos Power, que tem a tortilha maior que o comum, sabe? Mas a gente comeu também com pão, torradinha e com o Doritos normal (ou seja, tudo que tinha pela frente rsrs).

Comente!