Torta de pão amanhecido com brócolis e gorgonzola

A palavra que me guiou em 2014 foi simplicidade. Passei a fazer escolhas perguntando “qual o jeito mais simples de resolver isso?”- e percebi que muitas vezes a complicação da vida é gente que inventa. Lição aprendida, é hora de passar para a próxima: meu tema deste ano vai ser disciplina. Sempre tive problemas com esse conceito por ele remeter à obediência, conformidade, limitação. Não concordava com o Renato Russo naquela letra “disciplina é liberdade”. Até que vi o documentário “Jiro Dreams of Sushi”, sobre um chef japonês que faz sushi – segundo críticos, o melhor do mundo – há quase 70 anos. Ele segue a mesma rotina há décadas, fazendo cada passo do sushi exatamente da mesma maneira, mas tentando sempre subir um degrau de excelência. Ao ter um sistema bem estruturado para a parte prática da vida, ele libera espaço na mente para criar. Realmente, quanto mais desorganizada sou, mais fico presa nas obrigações do dia e menos foco aquilo que gostaria mesmo de fazer. E na autodisciplina, as regras de conduta são impostas por nós mesmos, ou seja, o compromisso é comigo e com mais ninguém. Isso tem algo mesmo de libertador.

Daqui a 12 meses conto como foi essa jornada. 😉

torta de pao frances com brocolis e gorgonzola-01 torta de pao frances com brocolis e gorgonzola-02

torta de pao frances com brocolis e gorgonzola-03

***

Torta de pão francês com brócolis e gorgonzola

Essa torta se chama “strata” e é comum no sul dos Estados Unidos. Ela aproveita as sobras da geladeira e da dispensa e é ótima para um brunch, almoço, lanche e até jantar. Você pode brincar à vontade com o recheio e dar um fim para aquele pão que sobre no final da semana. Se estiverem amanhecidos, é melhor, pois assim vão absorver o líquido mais lentamente. Outra vantagem é poder fazer com antecedência – aliás, ela fica mais gostosa quando descansa algumas horas na geladeira – e assim já ter sua refeição do dia seguinte praticamente pronta.

Rendimento: Serve 4 pessoas

Ingredientes

Base

4 xícaras de pão amanhecido cortado em cubos de 2,5 cm (cerca de 6 pães francesas – dá pra usar baguete, pão italiano ou pão de forma também)
4 ovos grandes
1 ½  xícara de leite
1 colher (sopa) de mostarda dijon ou maionese (escolha o que gostar mais)
¼  colher (chá) de sal
¼ de colher (chá) de pimenta moída na hora
¼ de colher (chá) de noz-moscada ralada

Recheio

2 xícaras (chá) de brócolis-ninja picado (cerca de uma cabeça pequena)
1 colher (sopa) de azeite
1 dente de alho picadinho
¼  colher (chá) de sal
¼ de colher (chá) de pimenta moída na hora
1 xícara de queijo muçarela, gruyére, emmental ou minas ralado
70 gramas de gorgonzola

Como fazer

1. Comece pelo recheio. Aqueça o azeite em uma frigideira, junte o alho e mexa até perfumar. Adicione o brócolis picado, o sal e a pimenta e refogue por cerca de dois minutos.

2. Deixe o refogado de brócolis esfriar. Enquanto isso, unte bem com manteiga o fundo e as laterais de uma assadeira média (a que usei tem 23 cm X 23 cm).

4. Faça a montagem: espalhe ⅓  dos cubos de pão no fundo da assadeira. Distribua ⅓ do refogado de brócolis por cima e em seguida ⅓ do queijo ralado e ⅓ do gorgonzola. Continue fazendo essas camadas, alternando pão, brócolis e queijos.

4. Com um garfo ou batedor de arames, bata os ovos com o leite, a mostarda ou a maionese, o sal, a pimenta e a noz-moscada. Entorne o líquido sobre a torta, espalhando uniformemente. Se você tiver tempo, cubra com papel-filme e deixa na geladeira por pelo menos 8 horas ou de um dia para o outro – isso deixa a torta mais saborosa.

5. Na hora de assar, preaqueça o forno por 20 minutos a 180 graus. Asse até que a torta infle um pouco e o topo fique dourado, cerca de 40 minutos. Deixe esfriar por uns 5 minutos antes de servir.





Você pode gostar...

17 Resultados

  1. Marcele disse:

    Eu fiz! Não ficou muito parecida com a sua, mas é bem saborosa! Fiz também uma super bagunça na cozinha (hahaha), mas valeu pelo resultado!

  2. Gilmara Oliveira disse:

    Marina, antes de mais nada, um 2015 cheio de disciplina para nós! Fiz a receita ontem na casa de uma amiga, com as sobras da geladeira dela. Ficou mara! Como estou fazendo uma pós em gastronomia (tbm sou jornalista) a galera elegeu a receita digna de um chef, mas eu tratei de abrir seu blog e apresentar essa e outras maravilhas que você prepara. Não deu tempo nem para a foto rsrsrs. Bjus

    • marinamaria disse:

      Ah Gilmara que alegria saber que a receita deu certo, ainda mais entre amigos! Obrigada pelo seu carinho e um 2015 lindo e disciplinado pra “nós tudo”, como dizemos aqui em Minas. <3

  3. Lylia disse:

    Oi Marina,
    Suas receitas são sempre deliciosas e bem vindas lá em casa.Essa veio em um um ótimo momento, pois estou com muitas sobras de pão. Delícia!
    Aproveito para lhe desejar um 2015 muito especial, com muita alegria e realizações.
    Bj,
    Lylia

    • marinamaria disse:

      Querida Lylia, sua visita por aqui sempre traz sorrisos. Essas receitas que permitem aproveitar sobras são sempre um achado, né? Que seu 2015 seja tão querido quanto você! Um beijo!

  4. Flávia Dorado disse:

    Nina eu tenho que pré-cozir o brócolis antes de refogar?

    • marinamaria disse:

      Não precisa, Flá. Como você vai picar o brócolis picadinho, ele cozinha durante o refogado. E depois ainda vai pro forno, então vai ficar totalmente cozido.

  5. Flávia Dorado disse:

    Achei essa receita genial. Será que é muito calórica?

    • marinamaria disse:

      Não entendo de calorias, Flá, mas acho que depende do recheio. Nesse que usei, você pode omitir o gorgonzola, que é um queijo mais “gordo”. De resto são alimentos bem básicos, pão, leite, ovos…

  6. Elisa disse:

    huummmm… parece ótimo! Será q dá pra fazer com torrada? Bjos!

  7. cozinhapequena disse:

    Que fotos lindas! Que lente é essa que vocês usam? Quero fazer essa receita JÁ! 🙂

    Beijão,

    Leandro

    • marinamaria disse:

      Ei Leandro! Que legal receber sua visita! 😉
      Acredite se quiser, eu uso uma Canon G15, que é compacta, mas gosto muito. Ela tem uma lente fixa que acho bem boa. 😉
      Testa a receita mesmo e volta pra me falar! Um beijo!

  8. Que palavra maravilhosa pra 2015. Gostei tanto que vou pegar ela emprestada – estou mesmo precisando de mais disciplina na minha vida. Pode ser libertador 🙂 Adorei a receita, principalmente por ser tão versátil! Um beijo, querida!

    • marinamaria disse:

      Também espero que seja libertador, Bárbara. Me disseram que ler o livro “O Poder do Hábito” vai me ajudar. Vamos ver! Ah, a receita é bem adaptável mesmo, dessas que dá pra rapar a geladeira, sabe? rsrs. Um beijo, querida!

Comente!