Por um Natal mais leve – Barrinhas de limão

Por um Natal mais leve, parte 5 (final): mais leve na angústia

Natal é tempo de extremos: muita comida, muito presente, muita família, muitos amigos. É tanto “muito” que a outra ponta, o “pouco”, de repente fica mais em evidência. A mesa vazia, a criança sem bola, a pessoa que falta na ceia de Natal. Tudo contido no conjunto de angústias próprias dessa data.

Não me identifico com esses sentimentos tristes que aparecem no Natal, mas percebo que eles tentam se infiltrar nos meus pensamentos. Eu luto contra: quando adoto uma cartinha do Papai Noel de uma criança e sinto que estou fazendo tão pouco, penso que pelo menos estou fazendo algo. Quando lembro de uma pessoa querida que não vai compartilhar esse Natal comigo, admito que ela me faz falta o ano todo – e me apego às memórias gostosas que vivi com ela. Da culpa me livrei: se não dá pra encontrar com aquele amigo que só vem pra BH nos últimos dias do ano, paciência. Se eu comer dois (ou três, ou quatro) pedaços de pudim, não saio para me exercitar no dia 25, não.

No final das contas, acho que o peso do Natal somos nós que colocamos. Quanto mais nos livramos dos excessos nesse período, mais ele se aproxima do que era durante nossa infância. É um exercício de focar no singelo em vez do complexo. Um pisca-pisca, uma fatia de pudim, um livro de presente, um beijo da tia.

E é essa leveza que desejo pra vocês nessa data.

Feliz Natal! <3

***

barrinhas de limão-7 barrinhas de limão-5 barrinhas de limão-4 barrinhas de limão-3

Veja os outros posts do especial #porumnatalmaisleve:

Introdução – Castanhas tostadas com alecrim e pimenta caiena
– Mais leve na comilança – Purê de maçã e purê de cenoura
Mais leve nas obrigações sociais – Farofa de panko e três limões
Mais leve na correria – Frango marinado no iogurte
– Mais leve no consumo – Molho de pimenta biquinho

Barrinhas de limão

Algo entre uma torta e um biscoito, essas barrinhas têm base crocante e recheio cremoso. Como são muito saborosas, satisfazem com pequenas porções, ou seja, a gente sai de barriga feliz a consciência tranquila!

Adaptado do livro “Pure Dessert”, da Alice Medrich

Rendimento: 15 barrinhas (para uma família grande, dobre a receita e asse numa forma maior)

Ingredientes

Massa

100g de manteiga sem sal derretida
¼ de xícara de açúcar
1 colher (sopa) de maisena
1 xícara de farinha de trigo
¼ de colher (chá) de sal

Recheio

1 xícara de açúcar
3 colheres (sopa) de farinha de trigo
3 ovos
1 ½  colher (chá) de raspas de limão
⅓ de xícara de suco de limão (ou ½ xícara se você é muito fã de azedo)

Açúcar de confeiteiro para polvilhar

Preparo

1. Preaqueça o forno a 180 graus. Forre uma assadeira quadrada de 20cm X 20cm com papel alumínio, deixando um excesso de papel em duas laterais, como se fossem alças. Eu aprendi um truque para fazer isso com esse vídeo.

2. Para fazer a massa, misture a manteiga derretida, o açúcar e o sal. Acrescente a farinha e a maisena e mexa apenas até incorporar. Transfira a massa para a forma e pressione com os dedos para formar uma camada uniforme.

3. Leve a massa para assar por uns 30 minutos, até dourar levemente o topo, e retire do forno. Abaixe a temperatura para 160 graus e faça o recheio.

4. Para o recheio, misture o açúcar com a farinha e, em seguida, adicione os ovos, mexendo até até incorporar. Junte por último o suco e as raspas de limão e misture até ficar homogêneo.

5. Entorne o recheio por cima da massa (não tem problema se ela ainda estiver quente) e volte para o forno por mais 25 minutos ou até que o recheio esteja firme – quanto você balançar a forma levemente, o centro não deve sacudir.

6. Deixe esfriar totalmente. Use as alças de papel alumínio para levantar a massa da forma. Se a superfície estiver com pequenas bolhas, você pode estourá-las delicadamente com as mãos e usar um pedaço de papel toalha pra absorver o excesso de líquido (isso não aconteceu comigo, mas é uma dica da autora do livro).

7. Corte em pedaços com uma faca grande e afiada (limpe a faca cada vez que cortar) e polvilhe com açúcar de confeiteiro logo antes de servir. As barrinhas podem ser guardadas em um recipente fechado, na geladeira, por alguns dias, mas ficam mais gostosas em temperatura ambiente.

Você pode gostar...

6 Resultados

  1. Gilmara Oliveira disse:

    Como não amar suas receitas?

  2. Cristina disse:

    Esse limão é o comum ou o siciliano?

  3. Simone disse:

    Marina, parabéns pelas lindas mensagens e receitas. Tb te desejo um natal cheio de leveza e um 2015 repleto de receitas gostosas…hehe.
    Agora pra fechar com chave de ouro, posta pra nós uma receita de sobremesa nada leve e maravilhosa pro natal, vai!!! Pode até ser alguma que vc já postou, mas quero ouvir sua sugestão…..rsrsrs. Bjos,

Comente!