Por um Natal mais leve – Castanhas tostadas com alecrim e pimenta caiena

No Natal do ano passado, minha prima de 5 anos veio me mostrar, como quem carrega mirra ou ouro nos braços, um leão de pelúcia que tinha acabado de desembrulhar. Não sei se ela estava mais encantada com o presente ou com a descoberta de que seu padrinho era um ajudante do Papai Noel. Quando a pequena se afastou, o tal ajudante, um primo da minha idade, soltou em um suspiro: “ah, que saudade de ser criança no Natal, de viver essa magia.”

Pensei em como meus últimos dias tinham sido corridos, comprando presentes, indo várias vezes ao supermercado, fazendo receitas pra diferentes encontros (e pro blog!)… Eu estava realizada, pois adoro cozinhar e receber amigos, mas ao mesmo tempo tão cansada. Percebi o quanto o conceito de Natal muda muito depois que crescemos e como nos deixamos levar por toda essa loucura do final de ano. Talvez a saudade maior não seja da tal magia, mas de uma época quando não havia nenhuma responsabilidade ou compromisso nessa data. No máximo, talvez, ajudar na decoração da árvore.

Logo que cheguei em casa naquele dia, adicionei um lembrete no celular pro final de novembro de 2014: “viver um Natal mais leve”. Meu desejo era que eu entrasse no final deste ano com um estado de espírito diferente, que permitisse me envolver com o lado prático da data – coisa que gosto muito – porém de forma mais tranquila. Ou seja: menos receitas complexas, gastos com presentes, obrigações sociais e comilança desnecessária.

Este ano, então, o blog vai ser o reflexo dessa busca por leveza, um tipo de Detox do Natal, que vai de hoje até dia 22. Pra começar, um petisco para segurar a fome antes da ceia, uma sugestão mais saborosa que o amendoim japonês e mais leve do que o pão com patê ou a tábua de frios.

Quem sabe te convenço a ter também um Natal mais leve?

castanhas tostadas com alecrim e pimenta caiena

castanhas tostadas com alecrim e pimenta caiena-2

castanhas tostadas com alecrim e pimenta caiena-3

castanhas tostadas com alecrim e pimenta caiena-4

castanhas tostadas com alecrim e pimenta caiena-7

castanhas tostadas com alecrim e pimenta caiena-8
***

Castanhas tostadas com alecrim e pimenta caiena

Esse é o tipo de receita que mais amo: simples e surpreendente. Já testei algumas combinações de temperos, mas essa é minha preferida. Se você quiser variar, dá, por exemplo, pra trocar a pimenta caiena por páprica picante, adicionar um pouquinho de canela ou noz-moscada, usar orégano no lugar do alecrim…

Receita do livro Nigella Express

Ingredientes

500 gramas de castanhas (usei castanha-do-pará e de caju, mas funciona também com nozes, amêndoas, macadâmia etc).
2 colheres (sopa) de alecrim fresco bem picadinho (não vale substituir pelo seco)
½ colher (chá) de pimenta caiena2 colheres (chá) de açúcar mascavo
2 colheres (chá) de sal
1 ½  colher (sopa) de manteiga derretida

Como fazer

1. Preaqueça o forno a 180 graus.

2. Misture na maior tigela que você tiver a manteiga derretida, o alecrim, a pimenta caiena, o açúcar mascavo e o sal, até virar uma pastinha.

3. Espalhe as castanhas em uma só camada em uma assadeira grande. Leve ao forno por cerca de 10 minutos, até que estejam perfumadas e levemente douradas.

4. Retire as castanhas do forno e imediatamente adicione à tigela com os temperos. Misture bem (bem mesmo – por isso a tigela grande ajuda). Eu gosto de ir fazendo movimentos de baixo pra cima com a tigela, mas dá também pra misturar com duas colheres grandes.

5. Distribua em potinhos, salpicando por cima o restinho da mistura que fica no fundo da tigela,  e sirva.

6. Se quiser fazer com antecedência, espere esfriar, guarde em um pote fechado e dê uma leve aquecida no forno antes de servir, pois elas ficam mais gostosas quando estão mornas.

Você pode gostar...

8 Resultados

  1. Ana Luísa Amore disse:

    Nina,
    Você acha que dá certo substituir a manteiga por óleo de coco ou azeite? (Patrícia andou cortando a manteiga aqui de casa rs)

    • marinamaria disse:

      Ana, acho que dá pra tentar com azeite, mas desconfio que ele não vá “grudar” tanto os temperos nas castanhas como a manteiga. Mas vale tentar! Depois me conta. Beijo!

  2. Erica disse:

    Já que é Natal, podia ter crônica todo dia!…

    • marinamaria disse:

      Ô Erica você merece um presente especial de Natal por pedir mais crônica no blog! Vou fazendo um adendo na minha cartinha pro Papai Noel falando de você! rs. Um beijo, querida!

  3. Mirella disse:

    Marina, fiquei lendo o teu post e me lembrando do meu Natal passado, foi bem parecido! Adorei o freio!!! Vou adotar o Natal mais leve!!! 😀

  1. 10 de dezembro de 2014

    […] Introdução (Castanhas tostadas com alecrim e pimenta caiena) – Parte 1 – Mais leve na comilança (Dois purês – maçã e […]

  2. 18 de dezembro de 2014

    […] Introdução – Castanhas tostadas com alecrim e pimenta caiena – Mais leve na comilança – Purê de maçã e purê de cenoura – Mais leve nas obrigações […]

Comente!