A Fal tem razão: não eram tempos melhores

Se você ainda não conhece a Fal, nunca é tarde para descobrir as coisas boas da vida. Além desse blog que é o melhor da internet há mais de uma década, você precisa ler os livros dela. A Fal escreve as coisas que você quer – ou precisa – ouvir e nem sabia. E fala de um jeito tão amoroso e ao mesmo tempo contundente que uma frase é capaz de te deixar pensando o dia todo. Sou muito fã.

Daí que outro dia ela postou esse texto aqui e eu fiquei encucada com a ideia de que “antigamente” não era um tempo melhor. Como saudosismo é meu sobrenome, tive dificuldade de concordar com esse pensamento, convicta de que sim, o mundo já tinha sido um lugar mais legal. Depois de ler algumas vezes o post, tive que dar o braço a torcer.

Fiquei pensando sobre como nossa vida continua tão atribulada quanto a dos nossos pais ou avós quando tinham nossa idade. A natureza dos problemas pode ser diferente (mas nem acho que é tanto assim), mas a complexidade é a mesma. A sensação de que hoje a vida é mais complicada não tem a ver com a mudança do mundo, mas com o fato de que viramos adultos. Achar que nossas famílias eram mais felizes quando éramos crianças é o mesmo tipo de engano: foi só nossa percepção que mudou.

Então será que o “antigamente” parece melhor porque sabíamos menos da vida? Saudade da inocência? Pode ser. Mas acho que é também uma questão de saudade do que não foi. Eu, pelo menos, olho pro meu passado com muito romantismo, lembrando só das partes alegres e bucólicas, de andar de patins na rua e tomar sorvete depois da escola… Descarto as lembranças de angústias e tristezas que vivi na infância e na adolescência.

O jeito que o mercado achou se se aproveitar desse impulso nostálgico não ajuda: é banda dos anos 80 reaparecendo, guloseima sendo relançada, remakes de filmes… E aí a gente vai todo felizão comprar Lollo na padaria, não porque é gostoso de verdade, e nem pra reviver uma infância que aconteceu, mas pra buscar essa infância ideal, de propaganda de TV, onde nossos pais não brigavam e a gente não se sentia totalmente deslocado na escola.

Chega de fugir pra esse lugar fantasioso. É uma delícia resgatar lembranças felizes, mas daqui pra frente quero fazer isso com perspectiva, sabendo que essas memórias são só uma parte do todo. Mais importante: essas memórias são minhas. E é por isso as saudades que eu sinto não são de uma época, mas de mim mesma, como a Fal bem disse. A sensação de perda não tem a ver com o mundo – tem a ver comigo, eu e meu umbigo.

O chocolate nem era tão bom, vai. Era porque éramos criança. E ainda não tínhamos provado chocolate belga.

O chocolate nem era tão bom, vai. Era porque éramos criança. E ainda não tínhamos provado Lindt.

 

 

Você pode gostar...

8 Resultados

  1. Eric Tonussi disse:

    Já assistiu Meia-Noite em Paris? A mora da história é exatamente essa ^^

  2. Juliana disse:

    Ah cara, vou polemizar: nunca gostei de Lollo. Acho overrated total. Eu tive esse choque de realidade do texto da Fal quando fui comer Chokito depois de uns 5 anos sem botar na boca. Eu amava Chokito, Chokito era amor, vida e mistério. Era tudo. Daí, mordi e achei uma bosta. E quis me convencer de que tinham mudado a receita, que não era a mesma coisa, que era melhor “como faziam antigamente”. Mas, sério, na moralzinha, nada mudou. Fui eu que provei Callebaut e mudei. Ou Lindt, amo aquele coelhinho.

    • marinamaria disse:

      Ju, não tem polêmica nenhuma: Lollo nunca foi meu favorito também. Usei ele como exemplo porque foi um chocolate relançado recentemente e vi todo mundo falando sobre isso, como se fosse o acontecimento do século. Bom, não tem problema gostar de Lollo também, tenho vários amigos que amam até hoje.O que não dá é provar um chocolate daquela época, achar ruim e culpar o “mundo que antigamente era melhor”, como você mesma disse. Eu tive essa experiência com diamante negro, também jurei que tinham mudado a receita. Mas foi só a gente mesmo que mudou. E ainda bem, porque Lindt é vida, né? =)

  3. Sim, era porque a gente ainda não tinha provado Lindt!!!

Comente!