Nhoque de batata doce na manteiga de ervas

Julho começou na semana passada e estou aqui esperando aquele friozinho gostoso finalmente aparecer por essas bandas. Eu sei que só gosta de frio quem sente de vez em quando – tenho certeza que viveria deprimida nos invernos europeus -, mas como moro em Belo Horizonte, me dou o luxo de desejar um vento congelante por alguns dias. Aliás, pensando sobre esse mês, vi que ele tem potencial para ser um dos melhores do ano. Fiz uma lista das minhas coisas favoritas:

*8 motivos para amar julho

– Dias lindos de morrer, azuis e sem aquele solão na cara, perfeitos para um piquenique.

– Noites para dormir abraçadinho (com seu amor ou com o edredom).

– Época de milho, meu amor sincero, amor verdadeiro. Uma espiga por TRINTA E NOVE centavos. Dá vontade de só comer milho cozido de café, almoço e janta.

Morangos aparecendo nas prateleiras, cada vez mais vermelhos e baratos.

– Aquele casaco maravilhoso finalmente sai do armário, nem que seja por um dia só.

Leite queimadinho, litros de.

– Fumacinha saindo da boca quando a gente expira.

– A gente se lembra que batata-doce tem safra. Apesar de estarem o ano todo no sacolão, nos meses frios elas estão mais firmes e suculentas, perfeitas para fazer nhoque.

 

nhoque de batata doce na manteiga de ervas-4

nhoque de batata doce na manteiga de ervas-3

nhoque de batata doce na manteiga de ervas-6

***

Nhoque de batata doce na manteiga de ervas

Essa é basicamente uma receita de nhoque tradicional, mas como a batata doce é mais sequinha, leva menos farinha. Também é temperada com um pouco de açúcar e canela para realçar o sabor da batata. O pulo do gato é a manteiga de ervas, que pode ser congelada e usada para dar um sabor especial aos refogados e molhos.

Serve duas pessoas como prato principal

Ingredientes

*Para o nhoque

– 500 gramas de batata doce
– 2 gemas
– 1 colher (chá) de sal
– ¼ de colher (chá) de pimenta-do-reino moída na hora
– ¼ de colher (chá) de noz-moscada ralada
– ¼ de colher (chá) de canela em pó
– ¼ de colher (chá) de açúcar cristal
– ¼ de xícara (chá) de farinha de trigo

*Para a manteiga de ervas

– 100 gramas de manteiga sem sal em temperatura ambiente (calma, você não vai usar tudo no molho: explico melhor no modo de preparo)
– ¼ de xícara de ervas frescas picadinhas (manjericão, tomilho, sálvia, salsinha, cebolinha, dill, orégano, alecrim, enfim: o que você tiver à mão e quiser usar)
– 1 dente de alho amassado
– 1 colher (chá) de sal
– ½ colher (chá) de pimenta-do-reino moída na hora

Como fazer

1. Comece pela manteiga de ervas. Antes de misturar tudo, eu guardo uma colher de chá das ervas picadas para finalizar o prato. Coloque a manteiga em um tigela, adicione os outros ingredientes e misture bem. Separe metade para ser usada no molho do nhoque. Coloque o restante sobre um retângulo de papel filme. Com as mãos, dê mais ou menos o formato de um tronco. Embrulhe, torça as pontas e role a manteiga sobre a bancada para formar um cilindro. Guarde na geladeira por uma semana ou no freezer por até 4 meses.

2. Lave e seque as batatas. Como o nhoque precisa das batatas com o mínimo de água possível, gosto de cozinhar no vapor, no micro-ondas ou assar no forno.

*Para fazer no vapor, corte as batatas em dois ou três pedaços grandes e cozinhe por cerca de 10 minutos ou até ficar bem macio. Teste com um garfo: ele deve entrar facilmente. Descasque em seguida.

*Para fazer no micro-ondas, faça furos com um garfo ao longo das batatas e leve na potência máxima por cerca de 15 minutos ou até ficarem macias. Teste com um garfo: ele deve entrar facilmente Descasque em seguida.

*Para assar, embrulhe as batatas em papel alumínio e leve no fogo alto por cerca de 20 minutos, ou até ficar macia. Teste com um garfo: ele deve entrar facilmente. Descasque em seguida.

3. Passe a batata cozida por um espremedor (ou use um garfo para amassar bem) e espere esfriar. Junte os outros ingredientes, deixando a farinha por último. Coloque aos poucos, até sentir que está no ponto em que é possível formar um rolinho. Pode ser que você precise de menos ou mais farinha. A massa deve estar firme, porém não ressecada, já que muita farinha deixa o nhoque pesado. É importante também não trabalhar demais a massa, apenas o suficiente para incorporar os ingredientes.

4. Enfarinhe uma superfície lisa e limpa, divida a massa em quatro e faça um rolinho com cada parte. Passe a lâmina de uma faca afiada na farinha e use-a para cortar os rolinhos em pedaços.

5. Antes de cozinhar o nhoque, coloque água numa tigela com algumas pedras de gelo. Misture até a água ficar bem gelada e descarte o gelo.

6. Coloque uma panela grande com água no fogo alto. Quando ferver, abaixe o fogo e jogue metade dos nhoques. Assim que eles subirem à superfície, retire com uma escumadeira e dê um choque térmico na tigela com água gelada. Cozinhe a outra metade dos nhoques da mesma forma. Escorra os nhoques da tigela usando uma peneira e reserve.

7. Numa frigideira grande, no fogo algo, derreta a manteiga de ervas que você separou. Assim que borbulhar, adicione os nhoques e mexa a frigideira delicadamente para que todos fiquem envolvidos na manteiga. Finalize com ervas frescas e sirva.

Você pode gostar...

4 Resultados

  1. Ganhamos de um amigo várias batatas doces enormes! Por enquanto fiz chips (no microondas, a coisamaisfácildomundo) e purê – óbvio que a próxima vai ser esse nhoque <3 (hoje eu tô faladeira hahaha)

  2. Falou manteiga e falou nhoque? Já fiquei completamente aguada com essa receita!