Camarões Scampi

Quando pequena, meu coração batia forte por duas coisas na praia: uma prancha grande de isopor rosa e espetinhos de camarão. A primeira eu nunca ganhava porque já tinha uma prancha, pequena e verde-desbotado, que nunca quebrava – nem nos piores caldos – me impedindo de ganhar uma nova. A segunda não era permitida. Por algum motivo, no meio de toda aquela comida vendida com sabe-se lá quais condições de higiene, meus pais achavam que só o tal espetinho podia me fazer mal.

No último dia de uma viagem para Marataízes, meu tio Tonho decidiu  cozinhar camarões para o jantar. Fiquei animadíssima com o cardápio, mas a alegria acabou logo que vi minha prima mais velha, em quem eu era grudada, bem chateada. Ela odiava frutos do mar. Em  parte por solidariedade, outra porque imitava tudo que ela fazia, disse que também não gostava. Minha fidelidade foi tanta que, a partir daquele dia, eu apaguei da memória o desejo pelos espetinhos e por tudo que fosse parecido com camarão.

Anos depois, durante uma conversa com uma amigo, lembrei dessa história e percebi que sempre adorei frutos do mar – só tinha me esquecido que podia gostar. Desde então, estou tirando o atraso sempre que posso. E uma das melhores maneiras de relembrar aqueles camarões de praia é com essa receita, que leva bastante alho e limão. Pra ser igual aos espetinhos, faltou só ter um tiquinho de areia por cima…

Camarões Scampi

Camarões Scampi-2

Camarões Scampi-3

Camarões Scampi-4

***

Camarões Scampi

Scampi é um tipo de lagostim, mas na cozinha ítalo-americana ele deixou de referir a um ingrediente para virar o nome de uma preparação. Eu já usei essa receita para incrementar um arroz de forno e servir de aperitivo. Também adoro na salada – e ainda tem vantagem de não precisar de fazer molho. Nessa da foto, além do camarão, tem alface americana, manga, tomate, cebola roxa e croutons. Meu jeito preferido é como molho de massa, como ensino a fazer no final da receita.

Ingredientes

– 250 gramas de camarões médios ou grandes, limpos e descascados
– ⅛ de colher (chá) de pimenta calabresa
– ½ colher (chá) de sal
– 2 colheres (sopa) de manteiga
– 1 colher (sopa) de azeite
– 2 dentes de alho picadinhos
– ¼ de xícara (chá) de vinho branco ou vermute seco
– 2 colheres (sopa) de suco de limão
– ½  colher (chá) de raspas de limão
– ½ colher (sopa) de salsinha picada

Como fazer

1. Tempere os camarões com o sal e a pimenta.

2. Numa frigideira grande, no fogo médio, aqueça a manteiga e o azeite. Junte o alho picadinho, mexa um pouco (apenas até perfumar) e adicione camarões. Cozinhe, virando os camarões apenas uma vez, até que eles percam a transparência e comecem a ficar rosados, cerca de três minutos.

3. Junte o vinho, o suco e as raspas de limão. Cozinhe por alguns minutos, até que o vinho reduza e forme um caldo espesso.

4. Experimente para acertar o tempero. Misture a salsinha e sirva.

Dica

– Para servir com macarrão, cozinhe uma massa longa, feito espaguete, linguine ou talharim, pelo tempo indicado na embalagem. Quanto faltar cerca de 7 minutos para o tempo final do cozimento, comece o preparo dos camarões. Assim que o macarrão ficar pronto, escorra, adicione na frigideira dos camarões, misture e sirva. (A quantidade de camarões dessa receita rende molho para duas pessoas.)

Você pode gostar...

2 Resultados

  1. Marcele disse:

    Eu nunca comi nada tão simples e saboroso na vida!!! Faria novamente pra me esbaldar e em quantidades nada educadas! 😀

    • marinamaria disse:

      Ai Marcele que alegria que você curtiu a receita! Eu sou apaixonada por esses camarões. Realmente não dá pra ser educada perto deles! haha. Um beijão

Comente!