Comida ruim com cara de boa + Truques para o frango perfeito

Um pessoa próxima vive me dizendo: frango tem gosto de pano. “É como mastigar um pano de prato”, ele fala. Na primeira vez que escutei isso, fiquei revoltada – afinal, achava que existia um consenso geral de que frango é uma delícia. No entanto, quando parei para pensar, realmente fazia muuuuito tempo que não comia um bom frango, esses bem úmidos e crocantes, do tipo que só vó ou mãe sabem fazer.

Comecei a notar que, quando comia aquele típico peito de frango grelhado no self-service, tinha sempre a impressão de que ia ser gostoso, mas na maioria da vezes o sabor era de… pano mesmo. E entendo como é fácil cair nessa armadilha: você vê ele lá cheiroso, todo douradinho, e acaba botando no prato. Quando experimenta o primeiro pedaço, percebe que, mais uma vez, ele passou do ponto e está ressecado.

Outra coisa que me faz sentir idiota é quando peço uma batata frita no boteco ou no restaurante. Ela sempre chega na mesa muito vistosa, mas das duas, uma: ou você pega a primeira e percebe que estão todas murchas, ou assim que dá uma mordida fica claro que a bichinha é do tipo congelada. Devia existir uma lei que banisse a batata-frita do cardápio caso você não saiba fazê-la do zero ou não seja o McDonald’s (o único lugar que tem uma ótima batata congelada – todas as outras tem no fundo um gosto de… não sei explicar… sabão, ou algo assim).

Aí eu me pergunto: porque eu continuo comendo frango na comida a quilo e pedindo batata-frita nos lugares? Pelo mesmo motivo que sempre tenho vontade de comer o brigadeiro da padaria, mesmo sabendo que há uma enorme possibilidade de ele estar açucarado: porque a cara está boa. E é a cara da comida que dá esperança. Fico pensado: vai que dessa vez, dessa única vez, o brigadeiro está uma delícia e vou perder a oportunidade?

***
Sobrecoxa de frango assada com especiarias
Isso é mais do que uma receita: é um compilado de truques para que seu frango nunca mais tenha que ficar com “gosto de pano”. Você pode mudar o corte do frango, desde que seja algum outro com osso, e alterar os temperos conforme sua preferência. O segredo está em deixar o frango na salmoura, usar uma mistura de especiarias secas para temperar e assar em forno bem baixo, sobre uma grelha.

Frango com especiarias-3

Ingredientes

Salmoura

– 1 ⅓ xícara de água
– 2 colheres de sopa de sal
– 2 colheres de sopa de açúcar mascavo
– 2 colheres de sopa de vinagre

Frango

– 800 gramas de sobrecoxa (ou outro corte com osso) de frango – usei sem pele, mas pode ser com
– 2 colheres de sopa de açúcar mascavo
– 1 colher de sopa de páprica defumada
– ½ colher de chá de pimenta caiena
– ¾ de colher de sopa de alho em pó
– ¼ de colher de chá de cominho
– ¾ de colher de sopa de sal
– uma pitada de noz moscada

Como fazer

1. Lave as partes do frango e retire o excesso de gordura.

2. Em uma tigela média, misture todos os ingredientes da salmoura. Junte os pedaços de frango, tampe e deixe na geladeira por pelo menos uma hora, ou até seis.

3. Preaqueça o forno a 150 graus. Misture num recipiente todos os temperos. Retire o frango da salmoura e seque levemente com um papel toalha.

4. Estenda dois pedaços de papel alumínio com o lado brilhante voltado para cima e disponha metade do frango em cada papel. Esfregue os dois lados de cada pedaço com a misturinha de temperos – pode colocar mais do que pareceria, ahn, razoável. Embrulhe os frangos no papel alumínio, fechando bem as pontas.

5. A melhor maneira de assar esse frango é em assadeiras com grelha. Se você não tiver uma, dá para improvisar, usando uma gradinha por cima de uma assadeira comum. Eu fiz isso, usando a grade removível do meu forninho. Se não encontrar nenhuma outra maneira, acho que é possível assá-lo direto na forma, mas provavelmente você terá que virar os pedaços na metade do cozimento e, como o frango soltará líquido, será preciso bastante cuidado nessa operação para que ele não vaze.

6. Escolhida a maneira que você vai usar, coloque os frangos no forno e deixe por cerca de 45 minutos. Depois, gire a assadeira e deixe por mais 15 a 20 minutos. Para testar se está bom, lembre-se de abrir os pacotinhos com bastante cuidado. Espete com um garfo e, se a carne se desprender facilmente, está pronto. Cuidado para não deixar passar do ponto, ou o frango ficará ressecado.

7. Depois de pronto, abra os embrulhos de papel alumínio,  retire o frango e reserve. Se quiser ele mais douradinho, grelhe levemente os dois lados em uma frigideira untada com um pouco de azeite. O líquido que se formou no papel é precioso: entorne tudo uma panelinha e deixe ferver até reduzir um pouco. Acerte o tempero e sirva como molho por cima do frango.

Frango com especiarias-2

Você pode gostar...

Comente!