Em outros carnavais + Patê de milho gratinado

Dos primeiros que me lembro, o que importava era a fantasia. Fui palhaça, bailarina, bruxa. Mais do que tudo queria ser odalisca; usar aquela calça larga de cetim e pulseiras que batiam umas nas outras, mas não deu. Ia no baile de matinê do clube e tinha medo das máscaras de monstros.

Na quase adolescência, minha calça bailarina rosa-bebê dançou atrás do seu primeiro trio elétrico e sentiu olhares maliciosos que não haviam antes. Cantou “me abraça, me beija, me chama de meu amor” e foi dormir quase com o sol nascendo. Para quem não tinha Salvador, Congonhas era o máximo.

Quando comecei a perceber um outro lado do Carnaval, dos excessos e micaretas de beijos forçados, a diversão se perdeu. Fiquei avessa à folia. Comecei a usar o período para ficar em casa, à toa. Entediada. Gostava de ver triologias – a do Poderoso Chefão foi a primeira. Fazia bolo de camadas. Aproveitava que Belo Horizonte não tinha nenhum agito e curtia as ruas vazias…

Hoje não tenho mais amor nem ódio pelo Carnaval, mas ficou uma saudade desses dois tempos: da fantasia se ser fada ou de morar quatro dias numa cidade silenciosa – coisa do passado agora que BH decidiu que tem Carnaval de rua. Indecisa se fico no bloco ou sofá, assumo que curto um batuque, cantar “tetereterê”, mas queria também um cinema vazio…

***

Patê de milho gratinado
Esse petisco é perfeito para comer com os amigos, fica pronto rapidinho e surpreende com o toque apimentado.

Pate_milho_gratinado_1

Rende duas tigelinhas

Ingredientes

– 2 colheres de sopa de manteiga, divididas
– 2 latas de milho escorrido
– ½ colher de chá de sal
– ½ pimentão vermelho sem sementes picadinho
– 1 cebola pequena picada
– ¼ de xícara de chá de cebolinha picada
– 1 dente de alho picado
– ½ xícara de maionese
– Pitada de pimenta calabresa
– Pitada de pimenta-do-reino
– 100 gramas de queijo prato
– 100 gramas de muçarela

Como fazer
1. Pré-aqueça o forno a 200 graus.

2. Derreta uma colher de manteiga numa frigideira e adicione o milho, o sal e o pimentão picado. Vá mexendo até que o milho começa a tostar – ele vai pular da panela como se fosse pipoca. Coloque essa mistura num tigela e volte com a frigideira para o fogo.

3. Derreta o restante da manteiga e refogue a cebola picada até que fique transparente. Junte a cebolinha e o alho e cozinhe por mais dois minutos. Depois de pronto, ponha na mesma tigela com o milho.

4. Adicione a maionese, metade do queijo prato, metade da muçarela, a pimenta-do-reino e a pimenta-calabresa. Misture bem e prove para acertar os temperos.

5. Distribua o patê no recipiente que for servir e salpique o restante dos queijos por cima. Leve ao forno até que esteja borbulhando e dourado por cima, cerca de 20 minutos. Sirva com torradinhas de pão.

Pate_milho_gratinado_2

Você pode gostar...

Comente!