Por um Natal menos chato + Creme de chocolate quente

Dezembro é um mês infernal. As únicas pessoas felizes e bem-humoradas que conheço nessa época estão nas propagandas que estampam as entradas dos shoppings. Porque uma vez que você passa por essas portas,  lá dentro todo mundo está apressado, estressado, cansado. E os vendedores com certeza são os seres humanos mais frustrados desse período.

Hoje fui comprar um presente numa loja de criança e achei que no meio de todos aqueles brinquedos legais os atendentes iam me ajudar com sorrisos. Lógico que não foi isso que aconteceu. Descobri que loja de brinquedo é o que há de mais caótico no Natal.

Fiquei me lembrando de todos os adultos que ouço dizer “ah, Natal não é a mesma coisa hoje em dia” ou “só achava legal quando era criança”. Ali naquela loja, vendo os pequenos escolhendo seus presentes, comecei a perceber que isso acontece não só porque com a idade a fantasia vai se dissolvendo e outras coisas tomam conta dessa data. Acontece também porque na maioria das vezes adulto só dá e recebe presente chato.

Vou explicar: é muito bom ganhar livro, vinho, bolsa ou tablet. Mas não é LEGAL, sabe. Legal era ganhar algo de brincar. Alguma coisa que desse para levar na rua no dia 25 e mostrar para todo mundo o que era. Que desse para jogar com os amigos durante as férias. Legal era ganhar aquaplay, bicicleta, peteca. Legal mesmo era ganhar patins.

Pode parecer que estou valorizando o lado consumista do Natal, mas quando a gente era criança nem sabíamos o que isso significava. O presente não era considerado pela coisa material em si, mas pelo seu potencial de nos divertir. De nos levar para o reino do sonho, de nos fazer passar mais tempo com os amigos, de nos permitir fazer algo que gostávamos muito – fosse cantar, jogar bola, fazer desfile de moda ou jogar xadrez.

Eu sei que se eu ganhasse um patins hoje não seria a mesma coisa. Eu não sei me divertir mais do jeito que fazia aos 9 anos. Mas devem haver outras coisas “adultas” que possam ser verdadeiramente LEGAIS  como eram meus patins.

Então fica aqui um apelo: nesse Natal, se for para presentear, pense em algo divertido. Algo menos sério. Que talvez nos lembre de uma época mais leve da vida, de quando dezembro era o melhor mês do ano.

***
Creme de chocolate quente
É difícil explicar exatamente o que é essa sobremesa, que em inglês é chamada de “pudding”. Ela tem o princípio do petit gateau, porque tem casquinha por fora e recheio cremoso, mas como não leva farinha, é bem mais leve e aerada. Facinha de fazer, é ótima para uma sobremesa de última hora!

Chocolate_2

Rende de 4 a 6 potinhos, dependendo do tamanhoReceita da Alice Medrich, tirada daqui.

Ingredientes

– 85 gramas de manteiga sem sal, em temperatura ambiente, partida em cubos
– 170 gramas de chocolate amargo ou meio-amargo picadinho
– 3 ovos grandes
– 6 colheres de sopa de açúcar
– pitada de sal
Como fazer

1. Pré-aqueça o forno a 200 graus. Unte levemente os potinhos que vai usar e coloque-os em uma assadeira para facilitar a operação de colocar e tirar do forno.

2. Coloque a manteiga com o chocolate numa tigela que se encaixe numa panela sem tocar o fundo dela. Ferva dois dedos de água na panela e ponha a tigela por cima, mexendo delicadamente para derreter a mistura. Isso também pode ser feito no microondas, pausando a cada 20 segundos para misturar.

2. Na batedeira, bata os ovos, o açúcar e o sal por cerca de 5 minutos, até que estejam espumados e bem cremosos.

3. Junte ⅓ dos ovos batidos ao chocolate com manteiga, incorporando delicadamente com uma espátula. Entorne essa mistura aos poucos no restante dos ovos e mexa aos poucos até que fique homogêneo.

4. Encha ¾ das tigelinhas ou ramequins com a massa e leve ao forno por cerca de 20 minutos, até que o creme tenha crescido e se formado uma casquinha no exterior. Ao colocar um palito no centro, ele deve sair com um pouco de massa.

5. É normal que o centro do creme afunde. Nessa “depressão”, você pode colocar chantilly ou uma bola de sorvete, como eu fiz!


Chocolate_1

Você pode gostar...

1 Resultado

  1. lili disse:

    Lúcido! Muito lúcido. Natal sucks

Comente!