Toda infância é diferente, mas é igual + Cajuzinho de amendoim

Este post é um candidato ao Melhor post do Mundo, da Limetree.

Toda infância tem um sítio, mesmo que não seja real. Tem um cheiro de mato e um inseto engraçado. Toda infância tem uma textura de brigadeiro e algodão-doce, tem hipopótamos amarelos com bolas roxas e casinhas desenhadas com duas janelas, uma porta e uma chaminé. Às vezes tem um cachorro. Às vezes tem um machucado que deixa marca, ou lembrança do sangue jorrando, ou memória da dor. Tem carrinho de rolimã. A conquista da bicicleta sem rodinhas. Toda infância tem um primeiro sentimento de culpa; porque falou um palavrão, roubou um chiclete da padaria, deu uma unhada no coleguinha. Tem uma perda, ou várias. Tem amor de mãos dadas. Tem decepção, nem que seja das mais bobas, tipo aquela coxinha que você esperou a semana inteira para comprar e, na hora de comer, deixou cair no chão.

Toda infância tem a palavra saudade.

***

Cajuzinho de amendoim
Vi essa receita no blog da Lena e fiquei bem curiosa para testar – ela é diferente das receitas mais tradicionais, sem leite condensado e com chocolate em pó. Enquanto essas ficam com uma textura bem durinha, quase esfarelenta, esse cajuzinho é bastante cremoso e saboroso.

Ingredientes

– 1 lata de leite condensado
– 150 ml de creme de leite
– 1 xícara de amendoim torrado e moído
– 1 colher de chá de manteiga
– 2 colheres de sopa de creme de amendoim ( veja observações em “dicas”)
– 30 gramas de chocolate branco picado
– Açúcar refinado para enrolar os docinhos
– Amendoins para a decoração

Como faz

1. Leve ao fogo baixo, numa panela grossa, o leite condensado, a manteiga, o creme de leite, o amendoim e o chocolate branco.

2. Vá mexendo com uma espátula até que fiqueo homogênio, e continue até que desgrude do fundo da panela. O ponto é mais rápido do que o brigadeiro.

3. Acrescente as duas colheres de manteiga de amendoim e misture. Desligue o forno e faça o teste do ponto: coloque um pouco da massa em um pires e leve para o congelador por cerca de um minuto. Retire e teste se dá para enrolar. Se ainda estiver muito mole, volte para o fogo por cerca de um minuto e rafaça o teste.

4. Quando estiver pronto, deixe esfriando num recipente untado. Depois enrole, passe no açúcar e enfeite com um amendoim.

Dicas
– A manteiga ou creme de amendoim pode ser encontrada em bons supermercados. Há uma marca nacional, mas as importadas são realmente melhores. Acho que vale investir num potinho – você pode usá-la em outras sobremesas, como biscoitos, bolos, etc. Se não quiser usá-la na receita, acredito que o sabor não ficará tão rico e afetará a textura – então tente diminuir um pouco a quantidade de creme de leite para que a massa fique mais firme.
– A massa fica bem mais fácil de enrolar se deixada de um dia para o outro na geladeira.
– Moa o amendoim no processador. O que é vendido já moído não tem o mesmo sabor. Se só tiver um liquidificador, vá moendo em pequenas quantidades.

Você pode gostar...

3 Resultados

  1. Tatá disse:

    Oh, Gosh!!!! Quero isso pra mim!

  2. Ahhhhh…. que delícia!!

    Essa Marina… é uma doceira de mão-cheia!
    E nada a dever a les parisiens, que fazem um caramelo de flor-de-sal inigualável!!!!!!

    Beijos, e m 2012 iluminado e abençoado!
    Lena

Comente!