O valor da simplicidade e o molho de tomates mais fácil do mundo

Nem tudo que é simples, é fácil.

Algumas coisas são, como esse molho que ensino aqui. Outras, parece que guardam na simplicidade uma excelência difícil de alcançar.

Em matéria de comida, as mais simples podem ser as mais difíceis de fazer – digo, de fazer bem. De ficarem perfeitas. Na simplicidade, a qualidade dos ingredientes e do preparo aparece mais do que nunca. O sabor está resumido ali, não tem para onde fugir. Um feijão suculento, um bom bife acebolado, um pudim de leite cremoso. Tudo muito simples e ao mesmo tempo difícil de ser bem feito. Escuto muitas pessoas dizendo: “fulano não sabe nem fritar um ovo”. Mas fazer um ovo frito gostoso é difícil! Não pode ficar engordurado demais, nem duro, a gema não pode quebrar…

Como uma pessoa que ama cozinhar, acho sensacional o acesso que temos a novos ingredientes e a receitas que antes só podíamos encontrar nos restaurantes mais caros. No entanto, tenho percebido que essa facilidade despertou a vaidade de muitos, que torcem o nariz para pratos simples e acham que cozinhar com trufas é melhor do que com feijões.  E não pelo sabor, mas pelo status.

Não sou regionalista, nem protecionista –  adoro flor de sal e limão siciliano – só acho importante não olhar a comida simples como algo banal, menor ou entediante. Na verdade, quanto mais me aprofundo na cozinha, mais eu percebo que é exatamente o contrário. Que fazer macarons é desafiante sim, mas acertar o ponto do pudim também é. E que, definitivamente, comida boa e sofisticação nem sempre andam de mãos dadas.

 ***
Molho de tomates com cebola e manteiga
Quando li essa receita no livro “Fundamentos da Cozinha Italiana”, da Marcella Hazzan, confesso que fiquei bastante curiosa, sem conseguir imaginar o que esperar desse molho. E me surpreendi. O sabor do tomate fica realçado, como um autêntico “molho da mama”. Você nunca mais vai comprar molho pronto!

Rendimento: Cerca de 3 xícaras de molho, o suficiente para 500 gramas de massa (5 a 6 pessoas)

 Ingredientes 

– 2 latas de tomates pelados
– 1 cebola branca média
– 5 colheres de sopa de manteiga
– Sal e pimenta do reino à gosto

Como faz

1. Descasque a cebola e parta-a no meio. Coloque os tomates pelados (junto com o líquido da lata), a manteiga e a cebola partida ao meio para o fogo baixo, numa panela média. Misture até que a manteiga derreta. Com a colher, vá “amasado” os tomates nas costas da panela, para ajuda-los a se desmanchar.

2. Mantenha no fogo baixo, com a panela destampada, por cerca de 45 minutos. Durante esse tempo, mexa eventualmente, repetindo o movimento de amassar os tomates. Vá também colocando um pouquinho de água de vez em quando, assim que perceber que engrossou demais.

3.  Acrescente sal e pimenta à gosto. Desligue o fogo e descarte a cebola. Use o molho como preferir.

Dicas

– Se quiser usar tomates frescos em vez dos tomates pelados, use 1 quilo de tomate e prefira os italianos, bem firmes e vermelhos. Mergulhe-os em água fervente por cerca de um minuto para retirar a pele e corte em pedaços.

Você pode gostar...

15 Resultados

  1. Flávia Dorado disse:

    Nina esse molho é vida, é a minha vida! Rs…

  2. Flávia Dorado disse:

    Nina, tô tentando o molho hoje, tomara que dê certo! Bju!

  3. Mario C. disse:

    Receita testada e aprovada!

  4. Eloisa disse:

    Olá Marina, eu conheci e comprei o livro da Marcela Hazzan através da Flávia Pantoja, do Simplesmente Delícia, que é outro blog que eu adoro! O livro é muito bom mesmo. Essa receita de molho de tomates é um grande quebra-galho. Prefiro fazer com os tomates frescos, mas nem sempre dá tempo, não é mesmo?
    Você já sabe que recebi meu kit da Cocinero, lindo, os azeites são ótimos, a bolsa muito confortável e o ipod já está sendo utilizado!
    Enviei um mail para o representante, agradecendo.
    Salve 2012, vida longa a este blog!

    • marina maria disse:

      O livro da Marcella é muito bom mesmo, tá na minha cabeceira!
      Da próxima vez vou tentar com tomates frescos mesmo. Um beijão e obrigada pelo carinho, Eloisa!

  1. 17 de janeiro de 2013

    […] – 1 cebola pequena picada – 2 dentes de alho picados – 1 xícara de molho de tomates (usei esse aqui) – ½  xícara de água – 1 xícara de caldo de carne caseiro (se não tiver o caseiro, dissolva […]

  2. 19 de setembro de 2013

    […] Outras sugestões de molho são esse, também feito com tomatinhos, porém assados; e esse aqui, que leva só três ingredientes! […]

  3. 29 de novembro de 2013

    […] 2. Leve a massa na geladeira por 15 a 20 minutos. Enquanto isso, prepare o seu molho de tomates. Eu sugiro esse aqui. […]

  4. 8 de maio de 2014

    […] – Molho de tomate mais fácil do mundo Às vezes eu cismo de dar uma modificada ou incrementada nesse molho e sempre acabo pensando: o original é melhor. Tem coisa que não adianta complicar: é lindo e perfeito do jeito que é. […]

  5. 22 de outubro de 2014

    […] “Fundamentos da cozinha italiana”, com orientações de preparo pela Marina Maria, do blog Sal de Bolinha, e pitacos da […]

  6. 24 de outubro de 2014

    […] 17. Molho de tomates Olha, nem picar cebola você precisa pra esse molho, então assim, tá de bandeja. […]

  7. 19 de maio de 2015

    […] ou farinha de trigo, o quanto baste – Molho de sua preferência (eu usei o de tomates da Marcella Hazan, mas acho que ficaria ótimo na manteiga de sálvia ou na manteiga de […]

Comente!