Cheiros guardados (e um biscotti de alecrim )

Bolo de chocolate assando no forno.
Baunilha na fava.
Raspas de limão siciliano.
Alecrim fresco picado.
Chuva chegando.
O pé de dama-da-noite na esquina da minha rua de infância.
Pé de neném.
O cobertor que tenho desde criança.
A bolsa onde eu guardava minhas sapatilhas.
Meu próprio travesseiro.
Os jasmins da casa da minha madrinha.
O cabelo da minha mãe.
O pijama de domingo do meu pai.
O antigo quarto do meu irmão.

Tenho um coração no meu nariz.

***
Biscotti de alecrim e parmesão
Biscottis são um tipo de biscoito italiano assado duas vezes, mais comum em sua versão doce. Esse serve como um ótimo lanche da tarde ou aperitivo para o jantar. Perfuma a casa inteira quando está assando e é uma delícia quentinho, com um pouco de manteiga ou geleia. A pimenta moída na hora, além do parmesão e do alecrim frescos, são a chave para seu sabor.

Receita da Flávia Pantoja, que ela adaptou daqui.

Rendimento: cerca de 80 biscoitos

Ingredientes
– 4 xícaras de farinha de trigo (560 gramas)
– 2 colheres de chá de fermento em pó
– 2 colheres de chá de sal
– 1 ½ xícara de chá de queijo parmesão ralado fino (150 gramas)
– ½  colher de sopa de pimenta do reino moída na hora
– 2 colheres de sopa de alecrim fresco, picado
– 150 gramas de manteiga sem sal, gelada
– 3 ovos + 1 ovo para pincelar
– 1 copo de leite

Como faz

1. Misture a farinha, o fermento, o sal, o parmesão, a pimenta do reino e o alecrim fresco numa vasilha.

2. Pique a manteiga gelada em cubinhos e jogue por cima da mistura de farinha. Com os dedos ou com duas facas, vá deixando a manteiga em pedaços menores, misturando com os ingredientes secos ( se estiver usando as mãos, faço um movimento de esfarelar), até que a mistura fique arenosa, granulada, ou seja, ainda com bolinhas de manteiga. Trabalhe rapidamente para a manteiga não derreter.

3. Em um outro recipiente, misture o leite com os 3 ovos com um garfo ou um batedor de arames. Vá despejando o líquido na mistura de farinha aos poucos, misturando (eu gosto de usar as mãos mesmo) até que a massa fique homogênia. Continue molhando e misturando até que seja possível formar uma bola de massa firme, porém úmida, que gruda um pouquinho nas mãos. É provável que você não precise usar todo o liquido. No meu caso, sobrou ¼ dele.

4. Pré-aqueça o forno a 180ºC. Ponha a massa numa superfície ligeiramente polvilhada de farinha. Polvilhe um pouco de farinha nas mãos e divida a massa em 4 pedaços iguais. Faça cilíndros de cerca de 30 cm de comprimento e 2 cm de diâmetro. Ponha os cilindros de massa em uma assadeira  forrada de papel manteiga. Pincele com um ovo ligeiramente batido e polvilhe com um pouco mais de queijo parmesão.

5. Leve ao forno por 30 minutos, virando o tabuleiro no meio do cozimento, até a massa estar levemente dourada. Nesse ponto, ainda com o forno ligado, retire o tabuleiro e deixe amornar uns 10 minutos.

6. Pegue com cuidado uma bisnaga de massa de cada vez e com uma faca com serra, corte em fatias de aproximadamente 1,5 cm de largura. Ponha os biscoitos partidos no tabuleiro (é provável que você precise de 2 tabuleiros) e leve-os de volta ao forno. Asse por 25 minutos, retire o tabuleiro do forno, vire cada biscoito, e leve de volta ao forno para mais uns 20 minutos. Os biscottis têm que estar levemente dourados dos 2 lados. Retire do forno e sirva quente ou espere amornar. Guardados num pote fechado, eles podem durar vários dias.

Dica:
– Se não quiser assar os 4 cilindros de massa de uma vez, eles podem ser congelados ainda crus, bem embrulhados, para serem assados posteriormente.

Você pode gostar...

15 Resultados

  1. mayra abucham disse:

    Muito fofo este post, e a Dedo de Moça ficou com água na boca! Parabéns!

  2. wair disse:

    Belíssima licença poética. Lindo.
    Um ótimo final de ano para vc.
    forte abraço,
    W

  3. Mario C. disse:

    Chulezinho. Que delícia!
    NOT.

  4. Flávia Dorado disse:

    Ahh… adorei “a bolsa onde eu guardava minhas sapatilhas”. É muito caracteristico mesmo! Chulézinho + breu + cheiro de coisa guardada.

  5. Flávia Dorado disse:

    Nina, esse pão italiano combina com o patê de cebola quente? Talvez eu dê mais sorte que o pão de ervas… rsrs

  6. Luiz Gustavo Vilela disse:

    “Tenho um coração no meu nariz” é a poesia que valeu 2011 para todos os fins.

    Obrigado por isso…

  1. 25 de janeiro de 2013

    […] de avelã e chocolate Aqui no blog já fiz uma receita de biscotti salgado que fez muito sucesso. Apesar de ser um biscoito assado duas vezes, como todos os biscottis, aquele […]

  2. 6 de junho de 2013

    […] Biscotti de alecrim Prato Principal: Frango crocante ao molho de shitake Sobremesa: Crème brûllé de limão […]

  3. 3 de dezembro de 2013

    […] Biscotti de parmesão alecrim – Biscoitinhos de […]