Mixtape 2 – Cremosidades

A mixtape de hoje é da Luiza Sá, jornalista aqui de BH que acabou de estrear seu “web programa” no portal do jornal O Tempo. O “Delícia Cremosa” é um guia cultural do que rola na cidade no fim de semana e vai ao ar toda sexta-feira.

A seleção dela veio para acompanhar uma comida que é delícia e é cremosa: uma polenta com molho de linguiça.

[gigya src=”http://grooveshark.com/widget.swf” type=”application/x-shockwave-flash” width=”250″ height=”250″ flashvars=”hostname=cowbell.grooveshark.com&playlistID=60806413&bbg=000000&bth=000000&pfg=000000&lfg=000000&bt=FFFFFF&pbg=FFFFFF&pfgh=FFFFFF&si=FFFFFF&lbg=FFFFFF&lfgh=FFFFFF&sb=FFFFFF&bfg=666666&pbgh=666666&lbgh=666666&sbh=666666&p=0″ allowScriptAccess=”always” wmode=”window”]

Começamos com Nick Drake, que fala de escolhas, bem como o início de uma receita deve ser. Na sequência vem a linda da Badu, pra colocar um pouco de blequitude com bastante sensualidade. Aí, emendamos com Peggy Lee. Neste momento, cuidado para a receita não desandar, porque as coisas vão esquentar… e ferver… Tulipa chega com a brasilidade e uma música muito fofa, que desembola com Letuce à toda potência. Tudo muito sensual e delicioso…

Koop chega num momento que você precisa pegar algum ingrediente e esfregar no corpo, assim, bem no meio da cozinha porque essa música prepara terreno para o rock do Lou Reed. Nessa hora pode dar uma dançadinha na cozinha, na copa, na sala… Digo dançadinha porque depois vem o Robertão com Curvas da estrada de Santos. Aí pode dançar sem parcimônia. Direto da espanha vem a penúltima da seleção, super divertida, que esquenta a linha de chegada com o rei mór, Elvis Presley. Pra comemorar o sucesso da receita!”
~ Luiza

***

Polenta cremosa com molho de linguiça
Comidinha rápida e fácil, com sabor de cozinha de mãe, para aqueles dias que a gente precisa se algo quentinho e gostoso no estômago. O molho pode ter dezenas de variações, com carne desfiada, frango, carne moída, etc…

Rendimento: uma poção bem servida

Ingredientes

Para a polenta

– 1/2 xícara de fubá misturado em 1/2 xícara de água (formando tipo uma papinha)
– 500 ml de água
– 1/2 tablete de caldo da sua preferência (ou melhor ainda, use caldo caseiro!)
– 1/2 colher de sopa de manteiga
– 2 colheres de sopa de creme de leite
-2 colheres de sopa de parmesão fresco ralado na hora

Para o molho

– 100 gramas de linguiça defumada da sua preferência (eu usei aquelas fininhas)
– 4 colheres de sopa de molho de tomates
– 1 colher de chá de alecrim fresco picado
– 1 pitada de canela

Como faz

1. Aqueça uma colher de azeite em uma frigideira média e jogue a linguiça já cortada em rodelas. Quando começar a pegar cor, adicione o alecrim e a canela. Mexa bem e adicione o molho de tomates. Se sentir que o molho está muito grosso, adicione um pouco de água. Prove para saber se é preciso de sal (no meu caso, não precisou). Reserve o molho enquanto prepara a polenta.

2. Para a polenta, aqueça o meio litro de água junto com a  manteiga e o caldo. Quando ferver, vá adicionando aos poucos a papinha do fubá e mexendo para incorporar (uma batedor de arame ajuda bastante, pois evita empelotar). Abaixe o fogo e continue mexendo sempre para que a mistura não “pule”, correndo o risco de te queimar.

3. Depois que a polenta engrossar, ficando com a consistência de mingau grosso, continue mexendo por uns cinco minutos.

4. Desligue o fogo, adicione o creme de leite e o parmesão e mexa até que o creme fique liso e uniforme. Sirva imediatamente com o molho de linguiça por cima.

Você pode gostar...

7 Resultados

  1. Marcela Luz disse:

    O clime está perfeito para comer essa polenta! Receita anotada!

  2. Flávia Dorado disse:

    Ruliçagem pro sábado… êba!

  3. Mario C. disse:

    Polenta da vitória!

  4. Taís disse:

    Fazem alguns meses que ando me enrolando para fazer uma polentinha …

    Vendo esse post me animei, vamos ver se faço esse final de semana heheh

    Bjos

  5. Luiza de Sá disse:

    Credo, que delícia! Adorei a receita, super facinho de fazer! Ouvindo essa seleção sensual seduction então… ui! Que muitas outras venham, viu Nina?! Quem sabe a próxima eu não indico a receita também, hein? rs… Beijão e vida longa ao Sal de Bolinha!

Comente!