Solidão – ou não + franguinho oriental

Todas as manhãs, por volta das 10h, se você passar pela Praça da Liberdade, verá um rastro de grãos amarelos sempre no mesmo lugar. É alpiste. Quem leva é um senhor de cabelos brancos, camisa de bolsos na frente e óculos. Ele permanece na mesma posição, com as mãos voltadas para cima em forma de concha, guardando um pouco de alpiste ali também. Os pássaros pousam em sua perna, braços, ombros, cabeça, mãos. Comem, voam. As pombas normalmente estão no chão.

Sempre quis me aproximar para conversar com ele, mas toda vez que dou passos em sua direção, os pássaros começam a voar e tenho a impressão que isso o deixaria muito chateado. Também não me sinto à vontade em tirar uma foto sem que ele saiba. Então observo de longe.

Na primeira vez que o vi, pensei “que solidão”. Alguém que busca a companhia de pássaros e sua gratidão pelo café da manhã pontual. Que procura se conectar com alguma coisa, sentir que sua presença é importante, valorizada.

Depois de passar por lá dezenas de vezes, comecei a achar que talvez não fosse isso, mas apenas um desejo de servir. De oferecer comida, acabar com a fome ou satisfazer a ânsia de alguém. Eu mesma já senti esse contentamento tantas vezes. Não sei de onde ele vem. Talvez do simples fato de que é possível saciar a fome física, já que outras tantas fomes e vazios não podem ser preenchidos…

Franguinho oriental
Essa receita é uma colagem de várias outras que li em livros e em blogs de culinária. É um jeito diferente de comer frango, essa carne que tem potencial de ser tão sem graça. Os temperos da marinada podem ser substituídos em alguma medida, mas acho que o limão, gengibre e a pimenta são indispensáveis para o sabor final do prato.

Rendimento: duas porções grandes

Ingredientes

– 500 gramas de peito de frango limpo e cortado em tiras
– 1/2 pimenta dedo de moça sem sementes picada
– 1 dente de alho picado
– 1 pedaço (cerca de 2cm) de gengibre fresco ralado
– Suco de 1 limão
– 1 colher de chá de curry em pó
– Sal à gosto
– 1 cenoura grande
– 1 abobrinha
– 1/2 pimentão vermelho
– 1/2 pimentão amarelo
– 1/2 cebola roxa
– 3 colheres de sopa de molho shoyo

Opcional
– 1 colher chá de molho de ostra
– 1 colher de chá de Sweet Chilly Sauce Mae Ploy

Como faz:
1. Para a marinada, junte a pimenta e o alho picados, o limão, sal e curry e envolva bastante todas as tirinhas do frango. Eu gosto de colocar tudo num saquinho plástico do tipo ziplock, fechar e mexer bem. Deixe na geladeira por no mínimo uma hora, massageando o saquinho de vez em quando.

2. Corte os legumes em tirinhas do mesmo tamanho e espessura. Reserve.

3. Em uma frigideira antiaderente grande, esquente duas colheres de sopa de óleo de girassol ou amendoim. Se não tiver uma panela grande, você terá que fazer a receita em duas etapas, como eu fiz. Coloque primeiro o frango e mexa até que ganhe cor. Reserve.

4. Na mesma panela, junte duas colheres de água e adicione primeiro as cebolas, até que fiquem transparentes. Ponha então os pimentões. Quando estiverem macios, coloque as cenouras e por último a abobrinha. Adicione o shoyo e o outros molhos, caso escolha usá-los.

5. Quando estiver tudo homogênio, junte as tiras de frango e mexa bem para que tudo se envolva no mesmo molho. Sirva.

Você pode gostar...

Comente!