Um “chocolat chip cookie” com história

Na última vez que estive em solo americano, em 2004, declarei amor eterno aos chocolate chip cookies, aqueles cookies com gotas de chocolate que são os mais tradicionais dos Estados Unidos. Comi-os em todas as casas que estive, originados de mãos cozinheiras ou de misturas prontas compradas no supermercado.

E nessa de amor a gente fica querendo decobrir a origem da coisa, né. Tipo jogar no Google o nome do menino que você está apaixonada. Pois então. Em minhas pesquisas, descobri que a receita original foi criada na pousada Toll House Inn, que ficava em Massachussets. A dona era Ruth Wakerfield e a história de como ela inventou o cookie tem duas versões:

a) Num belo dia de 1930, Mrs. Wakerfield estava lá fazendo seus tradicionais Butter Drop Do cookies, quando o chocolate que ela usava na receita acabou. Ela então usou no lugar uma barra de chocolate meio-amargo picado, achando que os pedaços iam derreter e incorporar-se  à massa. Só que não! Os pedaços derreteram sim, mas mantiveram-se isolados da massa.

b) George Boucher, que já foi chef do Toll House, disse que a tia Wakerfield conhecia o suficiente de culinária para saber que os pedaços de chocolate não iam se misturar à massa. O que aconteceu foi que Ruth estava usando uma batedeira que fazia a bancada vibrar, daí uma barra de chocolate Nestlé caiu de uma prateleira dentro da massa do biscoito, se quebrando em pedacinhos. O chef conta ainda que a cozinheira quis jogar a receita fora, achando que estava estragada, mas ele a convenceu de testar a tal combinação.

Independente da alternativa, o resultado foi o mesmo: sem querer ela criou uma das receitas mais tradicionais dos Estados Unidos. E sabe o que a tia Wakerfield fez? Vendeu essa receita para a Nestlé em troca de um suprimento de chocolate PARA TODA A VIDA. A partir de então, todos os pacotes de chocolate chips – gotas de chocolate – da Nestlé vendidos nos Estados Unidos vem com essa receita ou uma variação dela no verso (lembram da receita de cookies da avó da Phoebe?).

Essa receita não é a da tia Wakerfield, mas é muito parecida com a dela, pois a base de todo chocolate chip cookie é a mesma. O que fiz ao longo dos anos foi adaptar as proporções para o meu gosto.

Só mais uma coisa: a lógica para você saber se deve ou não comer esses cookies é essa (clique para ver maior):

***
Chocolat Chip Cookies
Essa receita é bem simples, mas muitas pessoas entram em pânico quando acontece dos biscoitos se espalharem muito no forno e grudarem uns nos outros, virando uma coisa só (já aconteceu comigo!). Isso é bem fácil de ser evitado, por isso leia atentamente as dicas no final do post.


Ingredientes

– 1/2 xícara (100 gramas) de açúcar cristal
– 1/2 xícara (120 gramas) de açúcar mascavo compactado (na medida em que colocar o açúcar na xícara, vá pressionando-o contra o fundo até atingir a medida)
– 1/2 tablete de manteiga sem sal (100 gramas) em temperatura ambiente
– 1 ovo grande em temperatura ambiente
– 1 colher de chá de essência de baunilha
– 1/2 colher de chá de bicarbonato de sódio
– 1 + 1/4 de xícara (175 gramas) de farinha de trigo
– 1/4 de colher de chá de sal
– 1 + 1/2 xícara (200 gramas) de chocolate meio amargo picado
– 1 xícara (130 gramas) de nozes (ou outra castanha) picadas

Como faz

1. Pré aqueça o forno em 180 graus. Separe duas assadeiras grandes e forre o fundo com papel manteiga.

2. Na batedeira, na velocidade mínima, bata os açúcares e a manteiga apenas até que fique homogênio (cerca de 40 segundos). Adicione o ovo, a baunilha e o bicarbonato de sódio e bata somente até que se incorporem.

3. Em outro recipiente, peneira a farinha e o sal juntos. Misture-os à massa aos poucos, fora da batedeira, mexendo com uma colher grande, para que fique tudo homogênio.

4. Adicione os chocolates e as castanhas e misture um pouco mais.

5. Deixe a mistura na geladeira até que a massa endureça um pouco (cerca de meia hora), o suficiente para fazer bolinhas.

6. Faça bolas do tamanho de brigadeiros grandes e deixe um espaço de 4 dedos entre elas.

7. Leve ao forno até que as beiradinhas dos cookies comecem a dourar (cerca de 15 minutos). O cookie sai do forno ainda sem estar durinho, mas depois de frio ele fica mais firme. Retire-os do papel manteiga com cuidado, com a ajuda de uma espátula, e deixe-os esfriar em uma gradinha ou lugar aerado. Depois de frios, guarde-os em um pote bem fechado.

Dicas!

– Pode ser que a receita renda mais de duas fornadas. Depende do tamanho das bolas e da assadeira que você irá usar.
– A manteiga deve estar bem molinha para facilitar o trabalho.
– Se o seu ovo não for grande, use dois pequenos.
– O papel manteiga é essencial, pois para esse tipo de biscoito, não se pode untar a forma, senão você está criando uma base escorregadia para a massa, que pode fazer com que os cookies se espalhem demais e grudem uns nos outros.
– Ainda para evitar que os cookies virem um só “cookie-monstro”, a massa deve ser batida o mínimo possível. Quanto mais é batida, mais ar é incorporado, o que é ótimo para um bolo, mas péssimo para os cookies.
– Outra dica essencial é manter os espaços de 4 dedos entre os cookies, porque sim, eles vão se espalhar um pouco no forno.
– Um outro jeito de moldar esse cookie é: em vez de fazer bolinhas, faça rolinhos com a massa, no diâmetro que você preferir, e enrole-os em filme plástico ou papel manteiga. Leve ao congelador e depois corte os rolos em fatias (nesse vídeo a massa é outra, mas dá para entender o princípio).

Você pode gostar...

8 Resultados

  1. soraya noberto disse:

    prefiro se nozes

  2. Ana Paula Doné disse:

    Seu post me lembrou desta história, e receita, que saiu na coluna da Anna Marina, no Estado de Minas. Um americano foi a um restaurante (Newman-Marcus) famoso pelos cookies. Ao final da refeição, perguntou se eles davam a receita e garçonete falou de vendiam por “US$ 2,50. Mas hora de pagar a conta, a receita veio como US$ 250. Como o restaurante não aceitou o cancelamento, ele enviou a receita para todos os amigos, inimigos, jornais, programa de tv que podia imaginar. 2 xícaras de manteiga, 4 xícaras de farinha de trigo, 2 colheres de chá de bicarbonato de sódio, 2 xícaras de açucar, 5 xícaras de aveia triturada no liquidificador (meça antes de bater), 800 gramas de raspas de chocolate, 2 xícaras de açucar mascavo, 1 colher de chá de sal, uma barra de chocolate de 250g, 4 ovos, 2 colheres de chá de fermento em pó, 2 colheres de chá de baunilha, 3 xícaras de nozes trituradas. Bata a manteiga com os dois açúcares até formar um creme. Adicione os ovos e a baunilha. Misture com a farinha, a aveia, o sal, o fermento e o bicarbonato. Agrege as raspas de chocolate, a barra picada ou ralada e as nozes. Faça pequenas bolinhas e coloque me forma, sepando bem as bolinhas umas das outras. Asse por 10 minutos em forno bem quente (375º). Rende 112 cookies!

    • marina maria disse:

      Ah eu lembro dessa história! Mas acho que é uma lenda, sabia? Já li sobre isso no Wikipedia. De qualquer forma a receita deve ser boa, já que se perpetuou por tanto tempo! Testarei depois! Beijoca!

  3. Nara Viana disse:

    Olá Marina!
    Descobri seu blog semana passada, passei um bom tempo nele e assinei o feed!
    Gostei da história dos cookies, mas a versão da barra de chocolate simplesmente cair dentro da massa é bem desenho animado né?! hehe
    Já tentei uma vez, mas não ficaram muito bonitos – apesar de gostosos… quem sabe tento essa sua receita =)

    • marina maria disse:

      Oi Nara! Obrigada por sua visita! =)
      Na verdade as duas versões são meio sem noção, né? hehe. Mas lendas são assim, vão se modificando e se tornando mais fantasia que real.
      Testa essa receita e me conta depois! Às vezes pra eles ficarem bonitos precisa de um pouco de prática mesmo, meus primeiros ficavam meio desengonçados! hehehe

      Fiz uma visita lá pra vc, muito legal seu blog também!

      Beijoca!

  1. 19 de julho de 2013

    […] 6. Bolo cookie […]

  2. 23 de agosto de 2013

    […] dos cookies que já postei aqui e aqui, esses não ficam com o centro macio e as bordas firmes – são totalmente crocantes, com um […]

  3. 13 de maio de 2014

    […] – Cookies com gotas de chocolate […]

Comente!